Rede de transporte rodoviário de Almada passará a contar com 97 carreiras

Das quais 34 são novas linhas (carreiras) municipais e intermunicipais.

- Publicidade -

Foi esta semana que demos a conhecer a Carris Metropolitana, marca única dos transportes da AML – Área Metropolitana de Lisboa, cujos autocarros começarão a circular em em julho de 2022, depois de o Tribunal de Contas ter dado aval à entrada em vigor dos contratos de serviço público de transporte rodoviário na região.

O investimento de cerca de 1.200 milhões de euros realizado com a operação da Carris Metropolitana permite um reforço de 40% da oferta de serviço público de transporte rodoviário de passageiros, com mais carreiras, mais percursos e circulações, autocarros mais modernos, mais eficientes e ambientalmente mais sustentáveis.

A sustentabilidade ambiental é promovida através da renovação e qualificação da frota, com uma diminuição da idade média dos autocarros de 15 anos para menos de um ano e a inclusão de uma cota de veículos não poluentes e energeticamente eficientes, com medidas de eco-condução, condução económica, segura e confortável.

Ora, e tendo em conta esse “reforço de 40% da oferta de serviço público de transporte rodoviário de passageiros”, é normal que os municípios comecem a pronunciar-se sobre a nova rede de transportes. Foi o que fez Inês de Medeiros, presidente da Câmara Municipal de Almada.

Através da sua página de Facebook, a autarca fez saber que “a rede de transporte rodoviário de Almada conta passará a contar com 97 carreiras, das quais 34 são novas linhas (carreiras) municipais e intermunicipais”. Além disso, “mais 22 novas linhas municipais foram propostas e mais 12 novas linhas intermunicipais”.

E estas são as 22 novas linhas municipais:

  • Fonte da Telha – Monte de Caparica (FCT)
  • Interface da Charneca de Caparica – Porto Brandão (Terminal Fluvial)
  • Costa de Caparica -Pragal (via HGO)
  • Quinta do Texugo – Pragal (Estação)
  • Charneca de Caparica – Pragal (Estação)
  • Costa da Caparica (Terminal) – Pragal (Estação)
  • Torre – Cacilhas (Terminal Fluvial)
  • Fonte da Telha (Praia) – Cacilhas (Terminal Fluvial)
  • Charneca de Caparica- Cova do Vapor
  • Charneca de Caparica- Banática
  • Charneca de Caparica- Bairro de Fomento
  • Raposeira – Cacilhas (Terminal Fluvial)
  • Cacilhas (Terminal Fluvial) – Costa da Caparica
  • Costa da Caparica (Terminal) – Laranjeiro ( Antigo Mercado)
  • Marisol – Almada Forum
  • Urbanização Vale Flores – Pragal (Estação)
  • Circuito Charneca de Caparica Norte
  • Circuito Charneca de Caparica Sul
  • Circuito Lazarim
  • Circuito Pêra
  • Circuito Tremoceira 1
  • Circuito Tremoceira 2

Ao nível de frequências, Inês de Medeiros refere que a nova rede mais que duplica a distância percorrida por veículo-klm (vkm), passando dos atuais 6 821 878 vkm para 14 831 876 vkm.

- Publicidade -

3 Comentários

  1. Ainda faltam muitas carreiras, e renovar algumas que já existem e que ficam por fazer muitas das vezes durante o dia, como por exemplo a carreia 10 por ser o seu destino um bairro social não merece o respeito pois há muita gente que acaba por fazer todo o trajeto a pé pois além do horário ser péssimo acabam por falhar as que estão no horário, quem usa é necessita dessa carreira são todos cidadãos portugueses trabalhadores, idosos crianças, pensem nesta carreira também

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Shawn Mendes regressa a Portugal em 2022

King Princess junta-se ao músico para assegurar a primeira parte do espetáculo.

Desconfinamento. Bares e discotecas voltam a funcionar a 1 de outubro e acabam os limites de lotação

O certificado digital será necessário para aceder a grandes eventos e a máscara continua a ser obrigatória em várias situações. Mas há exceções.

O Jumanji está a caminho da Playstation 5

Jumanji: The Video Game vai ser relançado com uma edição adaptada à nova consola da Sony.