Rede de transporte rodoviário de Almada passará a contar com 97 carreiras

- Publicidade -

Das quais 34 são novas linhas (carreiras) municipais e intermunicipais.

Foi esta semana que demos a conhecer a Carris Metropolitana, marca única dos transportes da AML – Área Metropolitana de Lisboa, cujos autocarros começarão a circular em em julho de 2022, depois de o Tribunal de Contas ter dado aval à entrada em vigor dos contratos de serviço público de transporte rodoviário na região.

O investimento de cerca de 1.200 milhões de euros realizado com a operação da Carris Metropolitana permite um reforço de 40% da oferta de serviço público de transporte rodoviário de passageiros, com mais carreiras, mais percursos e circulações, autocarros mais modernos, mais eficientes e ambientalmente mais sustentáveis.

A sustentabilidade ambiental é promovida através da renovação e qualificação da frota, com uma diminuição da idade média dos autocarros de 15 anos para menos de um ano e a inclusão de uma cota de veículos não poluentes e energeticamente eficientes, com medidas de eco-condução, condução económica, segura e confortável.

Ora, e tendo em conta esse “reforço de 40% da oferta de serviço público de transporte rodoviário de passageiros”, é normal que os municípios comecem a pronunciar-se sobre a nova rede de transportes. Foi o que fez Inês de Medeiros, presidente da Câmara Municipal de Almada.

Através da sua página de Facebook, a autarca fez saber que “a rede de transporte rodoviário de Almada conta passará a contar com 97 carreiras, das quais 34 são novas linhas (carreiras) municipais e intermunicipais”. Além disso, “mais 22 novas linhas municipais foram propostas e mais 12 novas linhas intermunicipais”.

E estas são as 22 novas linhas municipais:

  • Fonte da Telha – Monte de Caparica (FCT)
  • Interface da Charneca de Caparica – Porto Brandão (Terminal Fluvial)
  • Costa de Caparica -Pragal (via HGO)
  • Quinta do Texugo – Pragal (Estação)
  • Charneca de Caparica – Pragal (Estação)
  • Costa da Caparica (Terminal) – Pragal (Estação)
  • Torre – Cacilhas (Terminal Fluvial)
  • Fonte da Telha (Praia) – Cacilhas (Terminal Fluvial)
  • Charneca de Caparica- Cova do Vapor
  • Charneca de Caparica- Banática
  • Charneca de Caparica- Bairro de Fomento
  • Raposeira – Cacilhas (Terminal Fluvial)
  • Cacilhas (Terminal Fluvial) – Costa da Caparica
  • Costa da Caparica (Terminal) – Laranjeiro ( Antigo Mercado)
  • Marisol – Almada Forum
  • Urbanização Vale Flores – Pragal (Estação)
  • Circuito Charneca de Caparica Norte
  • Circuito Charneca de Caparica Sul
  • Circuito Lazarim
  • Circuito Pêra
  • Circuito Tremoceira 1
  • Circuito Tremoceira 2

Ao nível de frequências, Inês de Medeiros refere que a nova rede mais que duplica a distância percorrida por veículo-klm (vkm), passando dos atuais 6 821 878 vkm para 14 831 876 vkm.

- Publicidade -
- Publicidade -

4 Comentários

  1. Eu gostava de saber o que se vai passar com o autocarro de Almada para o Areeiro . O jornal da caserna diz que vai acabar, será verdade, se for vai prejudicar muita gente que trabalha para esses lados. Quem sabe que diga qualquer cosa. Obrigado

  2. Ainda faltam muitas carreiras, e renovar algumas que já existem e que ficam por fazer muitas das vezes durante o dia, como por exemplo a carreia 10 por ser o seu destino um bairro social não merece o respeito pois há muita gente que acaba por fazer todo o trajeto a pé pois além do horário ser péssimo acabam por falhar as que estão no horário, quem usa é necessita dessa carreira são todos cidadãos portugueses trabalhadores, idosos crianças, pensem nesta carreira também

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Vila Galé em Tomar deverá estar pronto até novembro de 2023

E será uma unidade hoteleira de cinco estrelas.

Arcade Fire no Campo Pequeno – A música vence sempre?

A banda canadiana recordou-nos que é obreira de alguma da melhor música das últimas duas décadas. O resto? Pois, o resto logo se verá.