fbpx

Projeto Rede Cais do Tejo quer táxis fluviais a circular entre Lisboa e margem Sul

E claro, empresas como a Uber também estão interessadas neste oportunidade de negócio. O projeto Rede Cais do Tejo prevê a instalação, reabilitação e utilização progressiva de pontos e cais de acostagem para uma mobilidade mais alargada de pessoas no rio.

O objetivo deste projeto é o de fomentar a utilização do rio como meio de transporte público ou privado, turístico e de lazer, coletivo ou individual, entre vários pontos da frente ribeirinha.

Está previsto que os pontos e cais tenham uma geometria variável de forma a permitir a acostagem de diferentes tipos de embarcação e modelos de negócio de todos os operadores interessados, desde táxis-barco, barcos tradicionais, passeios a outras soluções inovadoras.

O ponto central será a Estação Sul e Sueste, junto ao Terreiro do Paço, no Cais de Lisboa, recentemente apresentado, sendo que estão previstos quatro cais principais em Belém, Parque das Nações, Montijo e Cacilhas, um projeto especial para o Cais da Matinha e sete cais complementares no Cais do Gás, Alcântara, Ginjal, Trafaria, Porto Brandão, Seixal e Barreiro.

Numa primeira fase, a rede irá abranger os municípios Lisboa, Almada, Seixal, Barreiro e Montijo, com a criação de 13 pontos de acostagem ao longo do estuário. E como é óbvio, em cada localização haverá estruturas para os chamaods táxis fluviais, bem como para barcos mais tradicionais.

Futuramente, o projeto poderá chegar à Moita, Alcochete e à margem norte do Tejo.

Este rede de transportes fluviais é, assim, o próximo grande projeto para Lisboa e localidades da margem Sul. A Rede Cais do Tejo será apresentada em forma de proposta concreta à Câmara de Lisboa pela Associação de Turismo de Lisboa até final de março.

Fonte: Associação de Turismo de Lisboa

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,779FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
628SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

- Publicidade -

Mais Recentes

Análise – Xiaomi Mi TV Stick

A pen que transforma uma TV antiga numa SmartTV.

Idanha-a-Nova vai receber evento gastronómico com foco na sustentabilidade

Aquela que é a primeira Bio-Região portuguesa, Idanha-a-Nova, vai acolher um evento com foco na sustentabilidade e biodiversidade.