A qualidade de stream da Netflix vai baixar durante 30 dias

Atualização: A Netflix acordou em baixar a qualidade do serviço durante 30 dias em território europeu.

Em comunicado, a empresa de streaming diz que vai reduzir a taxa de dados do serviço, e não propriamente a resolução, pretendendo, assim, reduzir o tráfego das redes e infrastruturas europeias na ordem dos 25%, de forma a continuar a assegurar um serviço de qualidade aos seus membros

Artigo Original: Atualmente, a Netflix oferece vários pacotes que, além do número de dispositivos usados em simultâneo, dão acesso a resoluções melhores. Temos o SD, o Full HD e até o Ultra HD (4K), definidos pela resolução e taxa de dados, disponíveis dependendo do tipo de conteúdo e do tipo de dispositivo usado.

Mas em breve podemos ficar todos um pouco limitados na oferta, passando por um período em que apenas a qualidade próxima do SD ficará disponível. E tudo por causa da pandemia da Covid-19.

Com mais pessoas em isolamento, a procura pelo entretenimento em canais de streaming, em particular da Netflix, poderá ser tão alta que poderá também afetar a forma como usamos a Internet, criando congestionamentos das redes.

Netflix 2019

Para isso, diz-se que a União Europeia está a preparar-se para aplicar algumas medidas, sendo que já começaram os diálogos com a própria empresa de streaming.

Num tweet, o Comissário Europeu Thierry Brenton partilha que já esteve em conversa com o CEO da Netflix, Reed Hastings, de forma a que se possa limitar o uso dos seus serviços por um bem maior, ao mesmo tempo que garante que todos possam usufruir das suas séries e filmes.

Segundo Thierry, com o uso da hastag #SwitchToStandard, a definição em HD não é necessária, o que revela uma intenção de corte da oferta do serviço da Netflix.

De acordo com a CNN, nada ficou definido e as conversações irão continuar, não se sabendo até que impacto é que estes novos planos poderão ter após o período de contenção. Para já, a Netflix parece compreender a razão para estes diálogos ao responder que “o Comissário Brenton está certo ao destacar a importância de assegurarmos que a Internet continue a funcionar de forma suave nesta fase crítica”.

Esta sugestão da Comissão Europeia surge também com a preocupação de muitos trabalhadores a operarem a partir das suas casas, requerendo um esforço muito maior das infraestruturas existentes, tanto na Europa como nos Estados Unidos a América.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,849FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
632SeguidoresSeguir

Relacionados

Crítica – Rebecca

A versão da Netflix de Rebecca perde-se ao tentar equilibrar tantos géneros em apenas um filme.

MANK, de David Fincher, chega à Netflix a 4 de dezembro

A próxima aposta de David Fincher é uma viagem à história de um dos filmes mais marcantes da indústria do cinema.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes