Projeto europeu Sonotomia visita o Alentejo este mês de setembro

O objetivo? Criar um registo para a posteridade de paisagens sonoras, algumas em extinção.

Ilha do Pessegueiro - Sonotomia
- Publicidade -

Inaugurado no Alentejo, em 2019, o projeto europeu Sonotomia volta à região de origem, entre 14 e 21 de setembro, para concretizar a sua primeira residência artística nos concelhos de Odemira, Santiago do Cacém, Sines, Grândola e Alcácer do Sal. O foco são as paisagens sonoras associados ao elemento água. O objetivo passa pela construção de um arquivo das paisagens sonoras do litoral alentejano, com recurso a um inovador suporte tecnológico, 4Sound, desenvolvido por peritos em acústica da Hungria, Países Baixos e Alemanha.

O Atlântico, os velhos rios como o Mira e o Sado, as lagoas de Santo André, da Sancha e de Melides, os charcos temporários, mas também as estruturas devidas à interacção do homem com a natureza, como o cais palafítico da Carrasqueira e vários aquedutos, fontes e barragens, estão entre os territórios e monumentos visitados no decorrer da residência artística. Espaços que são representativos da identidade e do património europeus na sua dimensão sonora.

A residência artística contará com criadores, cientistas, gestores culturais e peritos em património cultural e natural provenientes de vários pontos do globo. Entre os presentes, destacam-se Poul Holleman (Austrália), Wes Broerse (Hungria), João Loureiro (Portugal), Antonio Jiménez (Espanha), Tessa Nijdam (Holanda) e Jamie Man (Reino Unido). Estes e outros especialistas lideram um conjunto de atividades de formação e co-criação que estabelecem, de forma pouco usual, ligações entre as artes performativas e o fenómeno físico do som, expresso num intenso trabalho de recolha e interpretação das geografias sonoras in situ.

Já valiosos em si mesmos, do ponto de vista científico e cultural, estes registos vão estar associados a uma fileira de obras (composições musicais, instalações, peças literárias, land art, etc.) que refletem precisamente sobre o papel da água na vida das comunidades humanas. Em Portugal, o projeto Sonotomia incide, do modo especial, nos ecossistemas aquáticos e nos ambientes que fazem a transição destes meios para os ecossistemas terrestres, as zonas húmidas, pondo em destaque a sua função essencial na defesa dos mais diversos suportes de vida e a sua relevância paisagística. Os resultados do trabalho criativo serão alvo de estreias nas próximas edições do Festival Terras sem Sombra.

- Publicidade -

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

DreamsCom regressa com mais um festival virtual de experiências feitas no Dreams

A DreamsCom 21 começa já no próximo dia 27 de julho.

Ouve aqui aos dois primeiros temas de Dune, de Hans Zimmer

Hans Zimmer está de volta com mais uma banda sonora original, para um dos filmes mais antecipados do ano.

Lacuna Coil, Decapitated e Orphaned Land reconfirmados para o Laurus Nobilis 2022

A organização promete muito mais nomes para anunciar, entre os quais algumas surpresas.