Disney vai fazer mais “Piratas das Caraíbas”, mas sem Johnny Depp

- Publicidade -

As aventuras com piratas vão continuar nos estúdios da Disney, mas desta vez a gigante de Hollywood vai cortar no orçamento, ou não fosse contar com a ausência de Johnny Depp.

Os Piratas das Caraíbas vão regressar ao grande ecrã,  isso é certo. Esta informação foi partilhada no início de dezembro pelo chefe de produção da Disney, Sean Bailey, que explicou também que a série vai sobreviver sem o emblemático ator.

Ao que parece, segundo o portal Forbes, a saída do ator que tornou icónica a personagem de Jack Sparrow e que era, basicamente, a cara da franquia, vai diminuir o orçamento dos próximos filmes em 90 milhões de dólares por projeto, sensivelmente um terço do valor de um blockbuster atual.

Segundo a Forbes, a saída de Depp destes projetos pode ser vista também como uma oportunidade de contar novas histórias sem o foco em Jack Sparrow, algo que os argumentistas tiveram dificuldade em trabalhar e que se refletiu numa queda de qualidade nos últimos filmes.

Outros rumores dão conta que o ator foi mesmo despedido e que esta saída da saga Piratas das Caraíbas não têm nada a ver com questões orçamentais, mas sim pela imagem que o ator tem apresentado nos últimos anos com episódios e acusações questionáveis, que obrigaram a Disney a afastar-se do ator.

O próximo capítulo de Piratas das Caraíbas, que será um reboot da saga, ainda não tem data de estreia, mas já se encontra em pré-produção e vai contar com Rhett Reese e Paul Wernick, a equipa de argumentistas responsáveis por Deadpool.


- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Crítica – Prey

Prey cumpre com as expetativas elevadas, sendo o primeiro filme da saga Predator a conseguir chegar perto ou até a ultrapassar o original.

Disney prepara nova adaptação de Eragon

Depois do fraco filme de 2006, os fãs poderão ver uma série em live-action.

Câmara Municipal de Coimbra vai comprar as duas salas de cinema do Edifício Avenida

Esta decisão surge na sequência do processo de leilão que decorria online na sequência da insolvência dos cinemas Millennium, que ameaçava a continuidade do projeto “Casa do Cinema de Coimbra”.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Balada para Sophie, banda desenhada portuguesa, vai ser adaptada a série pela Universal

IDW anunciou a adaptação de cinco títulos de banda desenhada para várias plataformas, e uma é da autoria do português Filipe Melo.

Concerto dos Backstreet Boys em Lisboa está esgotado

Agora só mesmo através de um passatempo... ou mercado em segunda mão.