Pingo Doce eliminou as palhinhas de plástico da totalidade dos seus produtos de marca própria

Uma poupança de 15 toneladas de plástico por ano.

palhinhas de plástico Pingo Doce
- Publicidade -

Em março de 2020, o Pingo Doce já tinha substituído as palhinhas de plástico por palhinhas de papel nos pacotes de leite de marca própria, um projeto concretizada pela Terra Alegre, a fábrica de lacticínios do Grupo Jerónimo Martins. No final de 2020, a mesma substituição foi realizada nos pacotes de sumos e iced teas e, este ano, ficou concluída a substituição nos pacotes de bebidas vegetais, deixando de haver em circulação embalagens de marca própria Pingo Doce com palhinhas de plástico.

Ou seja, o Pingo Doce acaba de eliminar as palhinhas de plástico de todos os seus produtos de marca própria. Os pacotes de leite, de bebidas vegetais, de sumos e de iced teas de marca Pingo Doce, num total de 13 referências, passam agora a incluir palhinhas de papel. São menos 34 milhões de palhinhas de plástico em circulação.

A eliminação das palhinhas de plástico faz parte da estratégia de responsabilidade social do Pingo Doce, nomeadamente no âmbito do projeto Amar o Mar, um programa que agrega todas as iniciativas da insígnia, em prol da preservação dos oceanos.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Pingo Doce e Recheio vão ajudar a restauração com 2 milhões de euros em vales

O funcionamento é simples e requer, também, a ajuda de todos em geral.

Pingo Doce tem duas novas pizzas com massa crocante e fofa

Prometem ser daquelas que são amor à primeira fatia e sabor até à última.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Época balnear 2021. Eis as regras definidas pelo Governo

Comer bolas de Berlim? Sim. Mas jogar raquetes não é permitido.

Museu da Lourinhã ganha versão digital com a ajuda da Vodafone

O Museu Digital da Lourinhã dispõe, a partir de hoje, de um conjunto de soluções de Realidade Virtual.

Santuário do Cabo Espichel transforma-se em projeto com vocação turística

O imóvel está classificado de interesse público desde 1950, beneficiando, ainda, de uma Zona Especial de Proteção.