fbpx

Óscares 2020. Taika Waititi pede à Apple para melhorar os seus teclados

Taika Waititi foi um dos vencedores da noite dos Óscares, recebendo a sua primeira estatueta dourada ao levar para casa o prémio de Melhor Argumento Adaptado pelo seu filme Jojo Rabbit, onde o realizador tem também um curioso papel ao interpretar uma versão imaginária e controversa de Adolf Hitler.

Depois do prémio, houve o tradicional momento de perguntas e respostas para a imprensa e, quando um jornalista o questionou sobre o que é que os escritores e guionistas precisam de pedir aos produtores no próximo encontro dos sindicatos de cinema e televisão (Writer’s Guild), a resposta foi, em tom de brincadeira, dirigida à tecnológica Apple.

A Apple precisa de melhorar aqueles teclados. É impossível escrever neles e têm ficado cada vez piores”, comentou Waititi. “Dá-me vontade de voltar ao PC. Os teclados de PC respondem melhor nos nossos dedos.

Claro que o realizador brinca com a situação e, como sabemos, nos PCs há uma variedade de teclados disponíveis muito maior.

Apesar de Waititi também não referir que modelo de computador usa no seu trabalho, a preferência dele e do próprio sindicato mantém-se na Apple, que, desde 2015, usa teclados finos, barulhentos e desconfortáveis, segundo muitos utilizadores.

Waititi aproveitou também o momento para partilhar que este seu comentário deve-se aos longos períodos de trabalho em frente ao ecrã, que resultam na síndrome LER (Lesão por Esforço Repetitivo) onde se encontram diferentes doenças que afetam músculos e nervos, como tendinites, síndrome do túnel do carpo, dedo em gatilho, entre outras.

Moral da história? Não é só a Apple que precisa de mudar no nosso dia-a-dia. Convém termos cuidados e controlo nas nossas atividades para prevenir este tipo de problemas.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,782FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
629SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Crítica – Enola Holmes

Enola Holmes oferece uma agradável e refrescante visão de uma franchise que pode ter ganho um novo futuro.

Crítica – The Devil All The Time

The Devil All The Time pode não ser indicado para aqueles que têm uma visão muito pessoal sobre a religião. Já para outros será um filme que tardará a desaparecer da memória.

Candyman adiado para 2021

E não é preciso adivinhar porquê.
- Publicidade -

Mais Recentes

Análise – Sony WH-1000XM4

Com os Sony WH-1000XM4 a tocar música e o Noise Cancelling ativo, o mundo circundante salta para o segundo plano e nem damos por ele.

Oktoberfest está de volta à Nortada

A grande festa da cerveja regressa pelo terceiro ano consecutivo.

Fórmula 1 – Grande Prémio da Rússia leva Bottas ao lugar mais alto do pódio

Depois de uma semana de pausa a Fórmula 1 está de volta, desta vez na Sochi para o Grande Prémio da Russia, mas com uma primeira volta que nos fez viajar até ao segundo fim de semana de Itália em Mugello.