Os vinhos Ilha prometem fazer redescobrir a Madeira

Foi lançado ontem, na Garrafeira Nacional, o vinho Ilha, uma trilogia de vinhos criada a partir de uma única casta, a Tinta Negra. A autora desta criação é a jovem enóloga Diana Silva, a mais jovem produtora da Madeira. Diana dedicou grande parte da sua vida ao sector vitivinícola, tendo inicialmente trabalhado na área do Turismo.

- Publicidade -

Com formação em enologia, esteve envolvida em projetos de norte a sul do país, até perceber que o queria mesmo era fazer o seu próprio. A maioria das pessoas achou-a louca quando soube que ela, originária da Madeira, escolhera uma casta desdenhada por todos – a Tinta Negra – para criar o seu vinho. E assim nasceu o Ilha, um vinho DOP da Madeira, que não é vinho Madeira, das mãos da mais jovem produtora da Madeira.

Com esta casta “amaldiçoada”, Diana conseguiu vários feitos inéditos. O de criar uma trilogia a partir de uma única casta: um branco – “o primeiro Blanc de Noirs” da Madeira” -, um tinto, elegante e surpreendente, com 12%, e um rosé rubro e absolutamente diferente, feito “a partir da cor natural que a Tinta Negra dá”. O resultado, explica Diana, são vinhos muito salinos, altamente gastronómicos, que não pretendem ser consensuais, mas que são únicos.

Se tivesse de definir o seu “Ilha”, Diana Silva diria que “é um vinho de paixão”. “Muito criterioso, um vinho de nicho, que não se preocupa com as regras do mercado. É o projeto da minha vida”, resume, sem esconder o quanto de si colocou neste Ilha enquanto investimento pessoal. O mote que se pode ler na rolha, “Amor à terra e crença no ‘terroir'”, diz quase tudo.

Autodidata, feita a pulso, Diana investiu tudo nas parcerias que desenvolveu com os viticultores locais, especialmente em São Vicente, na Madeira. Esta pequena produção – cerca de 3500 garrafas de tinto e de branco e 3900 garrafas de rosé – resulta em vinhos elegantes, de baixo teor alcoólico (11,5%, 12%), muito diferentes.

Poderão encontrar-se em algumas garrafeiras, tais como a Garrafeira Nacional e a Garrafeira Imperial, no Clube Gourmet do El Corte Inglés e em alguns restaurantes de topo como o 100 Maneiras e o Belcanto.


 

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Reserva Branco 2020 é a mais recente aposta da Restrito

Pretende dar continuidade à missão da Restrito em criar vinhos e produtos gourmet de características excecionais.

O novo vinho do Continente tem apenas 7,5% de álcool

É o chamado vinho low-alcohol.

Gloria 1906. Este vinho celebra o título de campeão nacional do Sporting Clube de Portugal

Mas atenção: esta é uma edição especial e limitada a apenas 1906.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Microfone Fifine K658 – O go-to se queres começar no mundo do streaming ou podcasts

É o microfone que precisas para fazer o teu podcast andar para a frente, até porque de lado não capta bem o áudio.

Setúbal vai ganhar, em breve, mais de 2500 lugares de estacionamento gratuito

Uma cidade que bem precisa, tendo em conta a quantidade de parquímetros existentes.