Botanista muda de nome para Orteá – Vegan Collective, mas mantém a sua essência

Além disso, passa a reunir vários projetos que homenageiam a alimentação vegan, o planeta e a sua diversidade.

- Publicidade -

Com a chegada do outono, os ventos de mudança fazem-se sentir, ditando novos e importantes passos para o Botanista, que renasce com outro nome, assumindo-se agora como Orteá – Vegan Collective. Mantendo a mesma essência, mas agora no plural, o conceito agrega em si próprio não só o seu restaurante e pastelaria vegan, mas também a queijaria artesanal Eva, as kombuchas Era, a mercearia Pistácio e ainda o seu futuro bistrô, que irá abrir brevemente.

Nascido em 2018 fruto de um sonho e de uma forte motivação em criar um projeto inovador e único na alimentação 100% baseada em plantas, o Botanista dá lugar ao Orteá – Vegan Collective, que mais coletivo e progressista que nunca, revigora o compromisso de demonstrar que a comida plant-based é saborosa, nutricionalmente saciante e esteticamente apelativa.

Assim, como corpo vivo que realmente é, ao crescer abraça uma nova aventura, pretendendo oferecer diferentes experiências veganas, todas repletas de sabor e qualidade, mas também ambicionando produzir o maior número de ingredientes possível e diminuir o impacto que provoca no ambiente.

Ponto de encontro da produção vegetal nacional, longe das grandes indústrias e perto da criação com mãos e coração, a mercearia Pistácio caracteriza-se por disponibilizar venda a granel e produtos de pequenos produtores locais, destinando-se todos os que se revêm na possibilidade de ser mais conscientes nas suas escolhas de consumo.

Já a kombucha Era é fabricada artesanalmente nas instalações do Orteá e respeita o processo natural de fermentação, utilizando exclusivamente produtos naturais na sua produção.

Por sua vez, a pastelaria vegan é também artesanal, com produtos sempre sem glúten e que não utilizam açucares refinados e, embora seja a responsável pela carta do restaurante e da seleção diária de bolos e tartes do espaço, tem sempre disponibilidade para aceitar encomendas particulares.

Nascida durante o confinamento, uma das muitas vertentes deste projeto coletivo, é a Eva Queijaria Artesanal, que produz alguns tipos de queijo de caju fermentados e temperados, disponíveis na carta do restaurante e vendidos na mercearia Pistácio.

Por fim, o coração deste espaço: o restaurante Orteá, onde as sensações e emoções transmitidas permanecem iguais e indiferentes à mudança. Inspirada no maravilhoso mundo das plantas, a carta é sazonal, procurando sempre utilizar ingredientes da época e aplicar técnicas de cozinha contemporânea aos ingredientes vegetais. Entre as suas inúmeras iguarias, destaca-se o prato Notas de Viagem (15€), composto por lombo de tofu com crosta de sésamo e escamas de tempeh, acompanhado por puré de millet e cenoura, espargos e redução de frutos vermelhos em vinho tinto.

O Orteá – Vegan Collective fica localizado em Santos e está aberto de segunda a sexta-feira entre as 12h00 e as 23h00 e sábado e domingo, das 11h às 23h, em horário ininterrupto.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Nazaré cancela eventos de rua do Carnaval 2022 e ativa Plano Municipal de Emergência

As regras no município podem apertar se o presidente da câmara assim o decidir.

Não haverá festas de passagem de ano no Algarve

E foram também canceladas várias iniciativas que integravam a programação de Natal.

Análise – Sony Pulse 3D Midnight Black

Fez no passado mês de novembro um ano desde que a PlayStation 5 chegou ao mercado. Com ela vieram também os primeiros acessórios, entre eles os Sony Pulse 3D, que recentemente tiveram um “relançamento” numa nova cor.