OPTO ganhou app para Android TV

- Publicidade - trk
- Publicidade -

Uma nova forma de ver os conteúdos do serviço de streaming da SIC.

A pensar naqueles subscritores que têm uma Smart TV da Sony, Xiaomi e Philips, entre outras, ou até para quem tem um projetor inteligente em casa, saibam agora que a OPTO já conta com uma aplicação disponível para Android TV.

Significa isto que tanto subscritores pagantes, como aqueles que acedem ao serviço de forma gratuita, e que possuem Smart TV das marcas anteriormente mencionadas, têm agora uma nova forma de ver os conteúdos da plataforma de streaming da SIC. Além disso, os equipamentos com Android TV têm Chromecast integrado, o que irá permitir uma maior facilidade de transmissão a partir de dispositivos móveis.

O catálogo da OPTO inclui as telenovelas SIC, documentários, séries, programas de humor e reportagens. Entre os extras e conteúdos exclusivos da plataforma existe a possibilidade de ver episódios da séries e novelas em antestreia, na véspera antes de serem exibidos na emissão normal da SIC.

Quanto a preços, a adesão custa 3,99€/mês ou 39,99€/ano e pode ser cancelada em qualquer momento.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

App Cartão Continente dá 15 dias de acesso à Opto

Esta oferta é valida para todos os subscritores, exceto os que têm uma subscrição premium ativa.

Serviço de streaming OPTO volta ao ativo

Foram três semanas sem acesso à plataforma.
- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Linha do Oeste vai ser finalmente modernizada

A capacitação da Linha do Oeste, até Caldas da Rainha, possibilitará a redução do tempo de viagem entre Caldas da Rainha – Lisboa e Torres Vedras – Lisboa em cerca de 30 minutos.

Stormzy fora do NOS Alive 2022. Horários já estão disponíveis

Está naquela altura de fazer escolhas.

Governo vai avançar com aeroportos no Montijo e em Alcochete. O de Lisboa é para fechar

O do Montijo, que será complementar, deverá estar pronto em 2026. Já o de Alcochete, que substituirá o de Lisboa, estima-se que entre em funcionamento em 2035.