“O que fazer na quarentena” foi uma das questões mais populares no Google em Portugal

2020 foi mesmo o ano das questões.

- Publicidade -

Em ano de pandemia, é perfeitamente naturalmente que o coronavírus tenha sido a pesquisa mais popular em todo o mundo este ano. E como é óbvio, tal não foi exceção em Portugal.

O que fazer na quarentena foi uma das questões mais populares no Google em Portugal. Os portugueses aprimoraram os seus conhecimentos de culinária e quiseram saber como fazer pão. Para quem teve habilidade para tal, perguntou ao Google como fazer máscaras ou como fazer desinfetante caseiro.

Pesquisámos ainda por dicas coronavirus para sabermos como nos prevenir, preocupámo-nos com o estado de emergência e pesquisámos para perceber do que se tratava. De uma hora para a outra, novas palavras entraram no nosso dia a dia, e quisemos saber o seu significado e perguntámos ao Google o que é lay offouo que é mitigação.

Mas como 2020 não foi só coronavírus, os portugueses também estiveram atentos às eleições nos Estados Unidos e seguimos de perto os protagonistas Trump e Joe Biden. Por cá, chorámos a morte de um ator bastante conhecido e querido do público português, Pedro Lima.

No futebol, o ano de 2020 foi recheado de surpresas e dilemas nas quatro linhas. Transferências milionárias, vitórias e derrotas moldaram a pesquisa dos portugueses. O enorme sucesso de Bruno Fernandes no Manchester United, tornou-o o líder da tabela dos nomes nacionais mais populares em Portugal na pesquisa Google. Cavani e a sua possível transferência para o Benfica foi outro dos interesses dos portugueses e que fez com que o jogador fosse o nome internacional mais popular nas pesquisas no Google.

A lista dos termos mais pesquisados pode ser consultada aqui.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Centro Colombo faz testes gratuitos à COVID-19

O processo está a ser coordenado pelos profissionais de saúde da Farmácia Colombo, que comunica todos os resultados às autoridades competentes.

DGS recomenda realização de testes à COVID-19 em casamentos com mais de 10 pessoas

No caso de eventos de natureza cultural ou desportiva, recomenda-se a testagem sempre que o número de participantes/espectadores seja superior a 1.000, em ambiente aberto, ou superior a 500, em ambiente fechado.

Uber junta-se à Unilabs para testes de rastreio à COVID-19 no domicílio

Essencialmente, um motorista Uber irá levar um técnico de colheitas devidamente habilitado da Unilabs ao domicílio de um cliente que tenha requisitado o serviço, com equipamento de proteção individual para a recolha da amostra.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Bem Bom é o filme português mais visto desde 2019

Já precisávamos de boas notícias.

Afinal, os bares podem funcionar já a partir de 1 de agosto

Desde que apliquem as regras dos restaurantes.

Governo anuncia três fases para a “libertação”. Discotecas poderão voltar a funcionar em outubro

Espera-se que, em finais de outubro, 85% da população portuguesa esteja totalmente vacinada.