O que as secretárias de Ernest Hemingway, Elon Musk e Mark Zuckerberg podem revelar sobre estes

por Echo Boomer

Qual o aspeto da vossa secretária? Têm fotos da família e lembretes de momentos especiais a decorar o vosso ambiente de trabalho? É no caos que encontram a organização? Ou, por outro lado, têm uma secretária meticulosamente organizada e limpa?

A verdade é que a organização da vossa secretária, o vosso ambiente de trabalho e as rotinas de produtividade que seguem podem dizer muito sobre as condições de trabalho que mais se adequam a vós. Estes hábitos tornam-se ainda mais interessantes quando estudamos as estratégias e táticas utilizadas por algumas das pessoas mais extraordinárias do mundo.

Neste artigo, com base na informação de um infográfico proveniente da empresa multinacional especializada em personalização de brindes National Pens, vamos analisar as secretárias, as rotinas e os métodos de trabalho de génios e de milionários como Albert Einstein, Ernest Hemingway, Arianna Huffington, Elon Musk e Mark Zuckerberg.

O que revelam as secretárias das pessoas de sucesso?

Ernest Hemingway: O Perfecionista

O famoso escritor tinha o hábito de nunca desistir da perfeição. Apenas desenvolveu a ideia para a obra O Velho e o Mar 16 anos depois de a escrever. Quanto a O Adeus às Armas, escreveu a passagem final 39 vezes até conseguir uma conclusão satisfatória.

Em vez de usar uma secretária, Hemingway preferia trabalhar de pé, com a máquina de escrever em cima da sua estante. Esta estratégia revela-se vantajosa, dado que alguns estudos comprovaram que trabalhar de pé pode aumentar a produtividade em até 10%.

Para além deste hábito particular, o escritor mantinha à sua frente uma contagem do número de palavras que escrevia diariamente. Isto permitia-lhe monitorizar o seu progresso constantemente.

Elon Musk: O Metódico

O escritório de Elon Musk na Tesla costumava estar junto ao final da linha de produção, para que o mesmo pudesse inspecionar os veículos pessoalmente. Assim, em vez de ter uma janela com uma bonita paisagem, optou por uma posição estratégica que lhe permitia assegurar os elevados padrões de qualidade da marca.

O bilionário atribui o seu sucesso à rotina disciplinada que segue diariamente, dividida em períodos de 25 minutos de trabalho intercalados com 5 minutos de descanso. Esta é uma famosa técnica chamada Pomodoro, muito utilizada para organização e gestão de tempo. Segundo Musk, esta estratégia reduz as distrações e estimula o pensamento profundo.

Arianna Huffington: Promotora do Bem-Estar

A fundadora do The Huffington Post é conhecida por prioritizar o descanso dos seus funcionários. Em 2013, organizou aulas de meditação e de yoga para os empregados do Huffington Post, encorajando-os a não sacrificar a sua saúde em prol do trabalho. Em 2016 publicou o seu décimo quinto livro, A Revolução do Sono, sobre a ciência, a história e os mistérios do sono.

De facto, e segundo um estudo feito em 2008, fazer uma power nap é mais eficiente para a produtividade do que a cafeína. Um outro estudo revelou que os trabalhadores que praticam técnicas alternativas de redução de stress, como por exemplo meditação, experienciam um ganho de 69 minutos por dia na sua produtividade.

Albert Einstein: O Génio

O aclamado físico era apologista das secretárias desarrumadas. Albert Einstein pensava nas secretárias como reflexo do que se passava nos cérebros das pessoas: quanto mais confusão, mais ideias. Segundo as suas famosas palavras, “Se uma secretária desorganizada é sinal de uma mente cheia, o que podemos pensar de uma secretária vazia?”.

Os dados estatísticos comprovam esta ideia: investigadores da Northwestern University descobriram que as pessoas são mais rápidas a resolver problemas criativos em quartos desarrumados do que em quartos organizados.

Einstein também acreditava que a chave para o génio era a criação de novas ideias criativas através da combinação de conceitos não relacionados.

Mark Zuckerberg: O Simplista

O fundador do Facebook é conhecido pelos seus hábitos simplistas tanto no trabalho como no resto da sua vida. O guarda-roupa de Mark Zuckerberg é composto por várias t-shirts e jeans iguais: usa a mesma combinação todos os dias. Ademais, não tem um escritório e trabalha no mesmo espaço que os restantes funcionários da empresa.

Estes hábitos fazem com que Zuckerberg não perca tempo a preocupar-se com pequenas coisas, como é o caso do vestuário, podendo concentrar-se em problemas mais importantes e ser mais eficiente. A disposição do escritório num open space é uma forma comprovada de estimular a criatividade e a produtividade dos trabalhadores.

Deixar uma resposta

Também pode interessar

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: