fbpx

O Justiceiro vai regressar com um filme

O carro que fala já aquece o motor.

O Justiceiro

Segundo o portal Deadline, Knight Rider, por cá conhecido como O Justiceiro, vai regressar, desta vez em forma de filme.

Produzido pela Spyglass Media Group e pela produtora de James Wan (Saw, Insidious, Aquaman), a Atomic Monster, o filme não será uma sequela, mas algo novo inspirado na série de ação dos anos 80, que contava com David Hasselhoff no papel de Michael Knight, e que, durante as suas missões, contava com a ajuda de um carro inteligente chamado KITT.

Os detalhes deste projeto, como muitos outros nesta fase inicial de produção, são escassos, mas sabe-se que irá contar com T. J. Fixman no argumento, profissional que conta no seu currículo com trabalhos nas séries de jogos Ratchet and Clank e Resistance, da Insomniac Games.

Contudo, a mesma fonte partilha um pormenor interessante, ainda por confirmar. Ao que tudo indica, este novo projeto d’O Justiceiro irá trazer as aventuras de Knight e KITT para a atualidade, em vez de se manter no registo dos anos 80.

Isto é algo que levanta questões curiosas, como por exemplo se a estrela do filme, o KITT, se mantém um icónico Pontiac Firebird TransAm, ou se vão optar pela atualização, tal como fizeram as séries televisivas mais modernas que tentaram revitalizar a propriedade.

Fonte:Deadline
- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,789FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
631SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Crítica – Enola Holmes

Enola Holmes oferece uma agradável e refrescante visão de uma franchise que pode ter ganho um novo futuro.

Crítica – The Devil All The Time

The Devil All The Time pode não ser indicado para aqueles que têm uma visão muito pessoal sobre a religião. Já para outros será um filme que tardará a desaparecer da memória.

Candyman adiado para 2021

E não é preciso adivinhar porquê.

Vem aí um filme sobre a vida de Madonna

E o guião está a ser desenvolvido pela própria.
- Publicidade -

Mais Recentes

Crítica – Greenland

Um par de cenas entusiasmantes e um elenco decente não conseguem livrar Greenland do desastre que é.