Há um novo sistema que possibilita a identificação precoce e rápida de casos suspeitos ou já confirmados de COVID-19

- Publicidade -

E entra hoje em funcionamento, às 17h30, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa. Desenvolvido pela empresa portuguesa Biosurfit e financiado pelo Pingo Doce, este sistema possibilita a identificação precoce e rápida dos casos potencialmente mais graves entre os pacientes encaminhados pelo Serviço Nacional de Saúde, por suspeita ou confirmação de Covid-19.

COVID-19

É, no fundo, um projeto inovador de “triagem inteligente” de casos suspeitos ou já confirmados do novo coronavírus.

O paciente, sem sair do carro, passa por um processo de triagem inteligente, onde será submetido a testes cujo resultado é apurado em menos de dez minutos. O resultado permite avaliar o estado clínico geral e segmentar os pacientes segundo uma escala de severidade de três níveis: entrada imediata para os cuidados intensivos, permanência sob observação ou encaminhamento para casa.

Estima-se que este equipamento tenha capacidade para avaliar 240 pacientes por dia. O Pingo Doce apoiou este projeto em cerca de 30 mil euros.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes