Já há novas datas para os concertos dos Machine Head em Portugal

Com concertos inicialmente agendados para os dias 23 e 24 de abril em Portugal, algo que, infelizmente, não irá acontecer no âmbito do coronavírus SARS-CoV-2 (agente causal da Covid-19), os Machine Head acabam de confirmar novas datas para os concertos no nosso país.

Machine Head
- Publicidade -

Assim, a banda norte-americana irá atuar a 13 de outubro no Coliseu de Lisboa e, no dia seguinte, no Coliseu do Porto.

Os bilhetes já adquiridos mantêm-se válidos para as novas datas. Para quem não comprou anteriormente, poderá fazê-lo na BOL e Blueticket.

Além disso, a promotora House of Fun está a permitir a devolução dos bilhetes. Quem desejar fazê-lo deverá contactar as bilheteiras após o levantamento do estado de emergência (segundo indicações da entidade reguladora IGAC – Inspeção Geral das Atividades Culturais, não serão realizadas devoluções em nenhum ponto de venda, incluindo online, até ao término do estado de emergência).

Recorde-se que esta vinda dos Machine Head deve-se ao facto de celebrarem 25 anos do lançamento do álbum de estreia Burn My Eyes.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,363FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
653SeguidoresSeguir

Relacionados

Música: Álbuns essenciais (outubro)

Há poucos paralelismos com o mês de setembro, na medida em que tudo estava controlado até meio do mês.

Ghostemane regressa a Portugal em novembro de 2021

Ainda este ano, antes da pandemia, Ghostemane deu espetáculos em Portugal.

Festival Termómetro adiado para 2021

Em breve serão reveladas as novas datas.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Dom Queijo criou serviço de brunchs que está a ser um sucesso

Uma forma de voltar a ter casa cheia, dentro da lotação que é permitida atualmente.

Aon. A app que permite às empresas gerir o bem-estar dos seus colaboradores

E, com base nessa informação, poderão desenvolver programas de promoção do bem-estar que respondam às reais necessidades dos funcionários.

Análise – Pacer

Cinco anos após o lançamento original, Pacer estreia-se nas consolas com um jogo somente satisfatório.