NOS Audiovisuais vai estrear 10 filmes portugueses até setembro

A primeira estreia acontece já a 2 de julho.

Pode dizer-se que a programação nacional a chegar ao grande ecrã nos próximos meses resulta do trabalho conjunto entre a NOS Audiovisuais e os produtores portugueses. Assim, e até setembro, a exibidora irá estrear 10 filmes portugueses nas salas de cinema.

Faz-me Companhia, a primeira longa-metragem do realizador Gonçalo Almeida, estreia a 2 de julho e conta com as atrizes Cleia Almeida e Filipa Areosa nos principais papéis.

Realizado por Rodrigo Areias, com argumento de Valter Hugo Mãe e banda sonora de Tó Trips, Surdina chega ao grande ecrã dia 9 de julho e Patrick, o primeiro filme de Gonçalo Waddington, a 23 de julho. Já a estreia do tão aguardado Zé Pedro Rock’n’Roll, documentários sobre o malogrado guitarrista dos Xutos e Pontapés, está acontece a 30 de julho.

Impossibilidade de Estar Só, de Sérgio Graciano, tem estreia agendada para 6 de agosto; Golpe de Sol, do realizador Vicente Alves do Ó, chega aos cinemas a 13 de agosto; e Alice Nova Iorque e Outras Histórias, o drama satírico de Tiago Durão, rodado entre Lisboa e Nova Iorque, a 20 de agosto.

Também de Sérgio Graciano, chega aos cinemas, a 17 de setembro, O Som Que Desce da Terra. Finalmente, a dia 24, estreia O Ano Da Morte de Ricardo Reis, uma adaptação de João Botelho para cinema do livro homónimo de José Saramago.

- Publicidade -

Sigam-nos

10,580FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
609SeguidoresSeguir

Relacionados

Os filmes que a NOS Audiovisuais quer trazer a Portugal este verão

Há filmes muito antecipados, reexibições e películas portuguesas.

Salas de cinema do UCI Arrábida 20 voltam a funcionar a 8 de junho

Já os cinemas da zona de Lisboa continuam sem data prevista para a reabertura.
- Publicidade -

Mais Recentes

MyNestle tem amostras grátis de ração Purina One para gatos

É uma embalagem de 50g de ração seca Purina One Sterilcat. Toca a aproveitar!

Spotify cria novo plano premium indicado para casais

Porquê para casais? É que o requisito é que as pessoas vivam juntas.

Jardim Zoológico vai oferecer entradas no parque aos profissionais de saúde, bombeiros e membros da PSP e GNR

É um miminho por toda a ajuda que já deram, e continuam a dar, na luta contra a COVID-19.