Dinamarquesa NORMAL vai abrir mais duas lojas com preços “anormais” antes do Natal em Portugal

- Publicidade -

Mas as localizações são surpresa.

Tem sido a loucura por estes dias. A NORMAL, conhecida cadeia dinamarquesa, entrou em Portugal com a abertura de uma loja no Alegro Sintra, e o novo espaço tem feito um grande sucesso.

A NORMAL destaca-se de outras cadeias de retalho por “oferecer produtos absolutamente normais a preços absolutamente anormais”, diz a marca em comunicado. Os preços são fixos e constantes, para que os clientes não tenham necessidade de estar continuamente à procura de promoções. Além disso, os preços são, geralmente, mais baixos do que os preços praticados pela concorrência.

“Vendemos maquilhagem, produtos domésticos, cuidados pessoais e uma grande variedade de produtos básicos do dia-a-dia que já são conhecidos de marcas conhecidas como L’Oréal, Gillette, Colgate e Ajax”, explicou Torben Mouritsen, CEO da NORMAL, em nota de imprensa.

Ora, já se sabia que 2023 traria novas lojas para Portugal, em vários pontos do país, mas, afinal, ainda vamos ter a abertura de dois novos espaços este ano. A informação está a ser avançada pelo Dinheiro Vivo, que entrevistou Torben Mouritsen, revelando que, antes do Natal, serão inauguradas duas novas lojas. Porém, a empresa não revelou as localizações.

Já para 2023, o plano será abrir 10 lojas em território nacional, sendo que serão contratadas pelo menos 100 pessoas para as novas instalações, de norte a sul do país. E atenção: nem todas as lojas terão o mesmo tamanho.

Experiência de compra única e divertida

A NORMAL é muito mais do que apenas produtos de marca vendidos a preços baixos e constantes. É também uma experiência de compra diferente e divertida, ou pelo menos promete ser. O layout das lojas em labirinto convida os clientes a uma caça ao tesouro de produtos conhecidos e outros por descobrir. Além disso, cerca de 100 novos produtos chegam às lojas todas as semanas, garantindo que há sempre novidades.

Com oito anos de atividade, a NORMAL é uma cadeia de retalho que conta com mais de 400 lojas na Dinamarca, Noruega, Suécia, Países Baixos, França e Finlândia.

- Publicidade -

1 Comentário

  1. Esta notícia é péssima para o pequeno comércio, cada vez mais abrem gigantes como Mercadona, Primor, Normal, entre outras, afetam muito os pequenos comerciantes que não conseguem competir com os preços apresentados.
    Tenho uma perfumaria, vendo perfumes de marca branca (que já são low cost) e já tive diversos clientes que disseram que passaram a comprar no Marcadona, Continente, Auchan… Os que valorizam as marcas passaram a comprar na Primor.
    É muito difícil competir com estas grandes cadeias, normalmente instaladas em shopping, e os clientes de comércio tradicional optam porque num só lugar compram tudo e não tèm de apanhar frio e chuva.
    O Natal ainda é a época do ano em que os pequenos comerciantes se conseguem endireitar, mas com aberturas de gigantes, ainda antes do Natal, não sei como será o Natal deste ano!

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes