NOMA AZORES. Novo festival de cinema vai debater e defender os direitos humanos

Acontece em julho no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada.

NOMA AZORES
- Publicidade -

Este pode não ser o ano indicado para criar novos projetos ou eventos, mas a verdade é que, quando temos um assunto tão premente como os direitos humanos, qualquer altura pode servir para debates saudáveis.

Assim, entre os dias 27 e 31 de julho deste ano, vai acontecer no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, o NOMA AZORES – Festival Internacional de Cinema de Direitos Humanos. O novo festival de cinema português será composto, nesta primeira edição, por uma Competição Internacional de Longas-Metragens, um programa especial de curtas metragens, assim como um ciclo de conversas e masterclasses que pretendem alargar o debate sobre os Direitos Humanos a diferentes áreas da produção audiovisual.

Tendo sempre como fio condutor a relação com questões de direitos humanos, o NOMA tem aberto até dia 31 de maio o período de candidaturas para a apresentação de longas metragens a concurso. Serão aceites filmes de produção recente, ainda não estreados comercialmente em Portugal. Os regulamentos e procedimentos para a candidatura poderão ser consultados no site oficial.

O NOMA AZORES é promovido pela Câmara Municipal de Ponta Delgada e terá três prémios a concurso: para Melhor-Metragem no valor 2.500€, para Melhor Longa Metragem Portuguesa no valor de 1.500€ e o Prémio do Público para Melhor Filme no valor de 700€.

A escolha dos vencedores para os dois primeiros prémios será feita por um júri independente a anunciar e, para o terceiro, pela votação directa dos espectadores do festival.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

LENNA. Nova marca aposta em sapatos vegan, sustentáveis e feitos em Portugal

Na verdade, trata-se de uma fusão entre alpercatas e ténis. E é bem provável que tenhamos aqui a sensação do verão.