A Nintendo Switch pode deixar de receber novos jogos da Xbox

Segundo o chefe de divisão da Xbox, as conversões não são sustentáveis.

Nintendo Switch Xbox
- Publicidade -

Por muito estranho que pareça, a Xbox e a Nintendo andaram um pouco de mãos dadas esta geração, com personagens do universo da Microsoft a surgirem em Super Smash Bros., o lançamento dos dois jogos de Ori na plataforma portátil e até no impulso ao cross-platforming entre concorrentes que começou a relação entre ambas.

Numa extensa entrevista ao portal norte-americano Kotaku, Phill Spencer falou um pouco dessa relação saudável entre as empresas, mas que não significa que possamos ter mais jogos da Xbox em plataformas da Nintendo. Segundo Spencer, conversões como a mais recente Ori and the Will of the Wisps para a Nintendo Switch ”não são sustentáveis”, no sentido em que não é fácil manter suporte após lançamento.

Futuros lançamentos não serão impossíveis, mas Spencer explica para não criar expetativas. Esta posição deve-se ao facto de que, para suportar o jogo, prefere “um ecossistema completo da Xbox. E isso significa coisas como o Live, Game Pass e mais”.

Também é interessante saber que os dois jogos Ori saíram na Nintendo Switch por desejo da Moon Studios, a produtora independente que criou a série. Um pouco à semelhança do que aconteceu com Cuphead, que também teve o seu lançamento na PlayStation 4.

Fonte:Kotaku
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Análise – New Pokémon Snap (Nintendo Switch)

Uma viagem nostálgica e refrescante, mas limitada.

Halo Infinite recebe novas imagens e detalhes da versão PC

A nova atualização de desenvolvimento do jogo inclui novos detalhes.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Nova versão do Yorn Shake It permite oferecer prémios aos amigos

A nova coleção Yorn Shake It irá decorrer até 31 de outubro de 2021, a não ser que seja estendida após o prazo.

Confirma-se: Apple Music vai ganhar formato Lossless Audio sem custos adicionais

A nova opção fica disponível para os subscritores do serviço já no próximo mês de junho.