fbpx

Escultor grego Nikos Floros expõe obras de arte feitas à base de latas de Coca-Cola em Lisboa

A partir de hoje, e até dia 15 de dezembro, estará patente na Sociedade de Geografia, em Lisboa, uma exposição de obras de arte feitas à base de latas de refrigerante de alumínio da autoria do escultor grego Nikos Floros. Para este trabalho, o artista inspirou-se no famoso papel da soprano Maria Callas como Medeia, falecida em 1977, e que traz “La Divina” de volta a Lisboa 59 anos após sua apresentação no Teatro Nacional de São Carlos em março de 1958.

Como diz o título, Nikos Floros utiliza materiais da nossa vida quotidiana, neste caso latas de alumínio da Coca-Cola, para criar magníficas obras de arte originais. Com uma técnica muito própria, o escultor obteve uma nova forma de “tecido” e mosaico para criar trajes escultóricos únicos e originais e retratos de mosaicos assombradores que evocam o poder e a influência dessas figuras e personalidades históricas.

Com isto, o artista procura evocar uma conexão transcendente e extática com a psique humana, ao mesmo tempo que deseja evidenciar a grande força que atualmente exerce o marketing e a publicidade sobre o homem comum através dos trajes escultóricos, considerados símbolos de poder.

A exposição, dedicada ao recentemente falecido Dimitris Tzanakis, Embaixador e Conselheiro no Ministério de Negócios Estrangeiros da República Helénica, cujo trabalho inspirou o artista a promover a diplomacia cultural através de suas criações ao redor do mundo, será inaugurada pelo Presidente da Sociedade de Geografia em Lisboa, Professor Catedrático Dr. Luís Aires-Barros, e pela Sra. Ekaterini Simopoulou, Embaixadora da República Helénica em Portugal, neste caso encarregue de apresentar os artefatos. O Professor Dr. Benito Martinez – Presidente da Secção de Genealogia, Heráldica e Falerística da SGL – colaborará para apoiar o evento.

A curadoria é da responsabilidade de Vítor Escudero, da Academia Nacional de Belas Artes e Conselheiro da Academia de Letras e Artes, e de Aristotelis Karantis.

O evento de inauguração da exposição conta ainda com o apoio do Ministério da Cultura da República de Portugal, de S.A.R. Dom Miguel de Bragança Príncipe de Portugal e Duque de Viseu, da Academia Portuguesa de Letras e Artes, do Ministério da Cultura da República Helénica, da Embaixada da Grécia em Portugal, da Comissão Nacional Helénica para a UNESCO, da Prefeitura do Peloponeso – que apoia Nikos Floros e Maria Callas como cidadãos locais – e da Fundação George Best Costacos.

Nikos Floros, internacionalmente premiado e educado na École des Beaux Arts de Paris, já teve as suas criações surrealistas de arte pop exibidas em todo o mundo, incluindo muitos museus importantes como a Academia Russa de Belas Artes em São Petersburgo, o Museu e Reserva Estatal de Tsarytsino (Moscovo), o Museu da Catedral Estatal de São Isaac em São Petersburgo, o Museu Nacional das Mulheres nas Artes em Washington, o Palácio de Hofburg em Viena de Áustria e o Teatro Comunal em Bolonha, entre outros.

Nikos Floros foi premiado pelo Estado russo pelas suas criações artísticas em 2016 e foi o único artista convidado a exibir seu trabalho dedicado à Princesa Grace em Monte Carlo, no Mónaco, durante o tributo internacional “Grace: Símbolo da Mudança”, realizado sob os auspícios da S.A.R. Príncipe Albert de Mónaco.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,780FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
628SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Fox Comedy e Coca-Cola apresentam rúbrica dedicada aos millennials

A FOX e a Coca-Cola juntaram-se para desenvolver uma nova rúbrica, com especial enfoque na geração millennial, e que...
- Publicidade -

Mais Recentes

Um spinoff de The Boys pode chegar muito em breve

Segundo a Variety, está agora a ser dada prioridade a este projeto devido ao sucesso da segunda temporada da já popular série da Amazon.

Análise – Urbanista London

O modelo London, da Urbanista, é uma escolha mais económica dentro do mercado de earbuds True Wireless equipados com Noise Cancelling (cancelamento de ruído).