fbpx

MWC 2019: Novos portáteis da Huawei prometem acabar com o reinado da Apple

Além do Mate X, o smartphone dobrável da Huawei e, consequentemente, a estrela do evento da marca chinesa, Richard Yu, diretor da área de consumo, aproveitou para dar a conhecer a renovada linha de portáteis MateBook, onde existem não só a produtos anteriormente lançados, mas como novidades absolutas.

Objetivo? Acabar com o reinado da Apple e os seus Macbook.

Assim, a apresentação começou por dar destaque ao renovado MateBook X Pro, que não é mais do que uma atualização do modelo lançado no ano passado. Em aposta ganha apenas se melhora, pelo que a marca voltou a apostar num design premium, como, de resto, tem sido seu apanágio, e um ecrã touchscreen Ultra FullView Display com resolução 3K que ocupa 91% da parte frontal.

Em termos de características, podemos ter um processador Intel i5 ou i7 de última geração, uma gráfica NVIDIA GeForce MX250, memória RAM de até 16GB e armazenamento SSD de até 1TB.

Destaca-se ainda uma maior velocidade de Wi-Fi, uma porta Thunderbolt 3 e, claro, carregamento rápido. Existe ainda o Huawei Share 2 que, com a funcionalidade OneHop, faz com que seja possível passar conteúdos do smartphone para PC, ou vice versa, bastando aproximar o smartphone da base do teclado. Muito, muito bom.



Preços? 1599€ na versão com processador i5, 8GB de RAM e 512GB de armazenamento e 1999€ na versão com i7, 16GB de RAM e 1TB de disco SSD.

Há ainda MateBooks de 13 e 14″

Além disso, a Huawei deu também destaque a um MateBook de 13 polegadas, o seu novo ultraportátil. Tem um monitor FullView de 3:2 com uma relação ecrã-para-corpo de 88% e resolução 2K (2160×1440 a 200ppi) com uma taxa de contraste de 1000:1. Mas este ecrã não é tátil, à exceção da versão mais cara

Com um design metálico e minimalista – apenas 286 x 211 x 14,9 mm e 1,28 kg -, podemos considerar este MateBook de 13″ um companheiro de viagem, ideal para quem anda constantemente de um lado para o outro. Este MateBook 13 utiliza o sistema de refrigeração Shark Fin Design 2.0, uma solução que recorre a ventiladores de alta velocidade para gerar um alto fluxo de ar para que o desempenho térmico do portátil esteja sempre no ponto.



No que toca a características, podemos ter um processador Intel Core i5-8265U ou Intel Core i7 8565U, gráfica Intel UHD 620 ou Nvidia GeForce MX150, 8GB de RAM e 256 ou 512GB de disco SSD. E onde está a câmara frontal? No topo do ecrã.

Os preços começam nos 999€ e vão até um máximo de 1399€.

[photonic type=’google’ view=’photos’ album_id=’AIlW2TUsMQ3J2kYJ2YahDJ-Q1ofhxLvN5-cNMYVz-xtLEVKYbIUPc_s’ title_position=’none’ main_size=’1600′ layout=’mosaic’]

Houve ainda tempo para anunciar um modelo MateBook de 14″. É em tudo semelhante à versão de 13 polegadas, sendo ligeiramente mais espesso e pesado e, claro, melhor, pelo menos na placa gráfica (NVIDIA GeForce MX250), na RAM (Pode ir até aos 16GB), no disco SSD (pode ir até aos 512GB) e na capacidade da bateria. Curiosamente, a webcam está colocada no teclado, à semelhança do que já vimos com outras opções.

No que toca a preços, começam nos 1199€ e podem ir até aos 1499€ na versão mais potente.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,780FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
629SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Huawei P40 Pro+ chega a Portugal a 10 de julho. Preço? 1399€

A marca oferece uns produtos bem simpáticos na campanha de lançamento.

Novos smartphones Huawei P40 chegam a 7 de abril (exceto o Pro Plus) a Portugal

O P40 chegará ao nosso país pelo preço de 829,90€, ao passo que o P40 custará 1049,99€.

Estes são os Huawei P40 e P40 Pro

Se pouco havia para deixar à imaginação, o conhecido leaker Evan Blass acaba de nos mostrar a parte frontal de dois dispositivos dessa linha em todo o seu esplendor.

Loja online da Huawei pode estar prestes a chegar a Portugal

Vamos ter por cá uma loja online da Huawei? Sim. Não sabemos é quando. Mas a marca chinesa vai mesmo avançar eventualmente para uma eStore portuguesa.
- Publicidade -

Mais Recentes

6.ª temporada de Supergirl vai ser a última

Os novos episódios deveriam estrear este ano, mas a pandemia obrigou a um adiamento para 2021.

Crítica – Enola Holmes

Enola Holmes oferece uma agradável e refrescante visão de uma franchise que pode ter ganho um novo futuro.