MOTELX já tem a programação completa

A organização do MOTELX divulgou finalmente a programação completa do festival. Ao todo, teremos mais de 60 sessões para descobrir o melhor cinema de terror da atualidade, havendo sempre espaço, claro, para rever filmes icónicos.

- Publicidade -

O festival arranca já a 10 de setembro e, nesse dia, a sessão de abertura cabe a Ma, thriller de Tate Taylor (The Help, The Girl on a Train) com a oscarizada Octavia Spencer no papel de uma mulher solitária que decide acolher as festas de um grupo de adolescentes na sua cave – com regras muito particulares.

Já a encerrar o festival, no dia 15 de setembro, teremos Come to Daddy, filme de Ant Timpson que mistura gore e humor negro para contar a história de um reencontro entre pai e filho que corre absurdamente mal. Conta com Elijah Wood no papel principal.

Tal como já tínhamos revelado, Ari Aster é o convidado de honra desta 13ª edição do MOTELX, pelo que vem ao festival apresentar a antestreia de Midsommar, o seu novo e aguardado filme (13 de setembro, 21h) e falar sobre o já clássico Hereditário (14 de setembro, 15h30). Adicionalmente, Aster dará ainda uma masterclass sobre folk horror com o escritor Howard David Ingham (We Don’t Go Back: A Watcher’s Guide to Folk Horror), seguida de uma sessão de autógrafos (15 de setembro, 17h30).

Mas a lista de convidados não fica por aqui. Temos ainda o veterano Jack Taylor, ator-fetiche do cinema exploitation espanhol dos anos 60 e 70. O MOTELX irá prestar homenagem a esta figura única do cinema de género com uma sessão especial na Sexta-Feira 13 (19h), onde serão exibidos o  documentário Jack Taylor, Testigo del Fantástico (Diego López, 2018) e Necronomicon (Jesús Franco, 1968). A título de curiosidade, este último, também conhecido como Succubus, foi rodado em Lisboa e ficou marcado por duas estreias: a de Taylor como protagonista e a de Karl Lagerfeld como figurinista.

Por sua vez, a secção Serviço de Quarto irá apresentar 26 longas internacionais, destacando-se o brasileiro Bacurau, os filmes de cinema asiático como The Gangster, the Cop, the Devil, It Comes, Tumbbad ou o americano Nightmare Cinema, antologia realizada por mestres como Mick Garris e Joe Dante com Mickey Rourke no papel de projecionista diabólico.

Já a secção Doc Terror irá regressar com documentários sobre dois lendários realizadores de filmes de terror série B, Jairo Pinilla (Jairo’s Revenge) e Al Adamson (Blood & Flesh).

No que diz respeito às sessões especiais, e já depois de termos falado sobre a celebração dos 40 anos de Alien e da primeira Sexta-Feira 13 em 13 anos de MOTELX com Friday the 13th, teremos uma exibição do terror sci-fi “tão-mau-que-é-bom” de Plan 9 from Outer Space (1959, Ed Wood). A sessão acontece dia 14 de setembro, às 21h, e será comentada ao vivo por Susana Romana e Tiago R. Santos.

Em relação às sessões de Warm-Up, são de entrada livre e acontece entre 5 e 7 de setembro. Logo no primeiro dia, o Museu Nacional de Arte Antiga abre pela primeira vez as suas portas à meia-noite para receber o MOTELX e orientar uma visita inédita sobre o inferno na Arte (já esgotada).

No dia do meio, Filipe Raposo pega em 13 temas de terror para convocar ladainhas ancestrais do nosso imaginário cinematográfico num cine-concerto no Convento São Pedro de Alcântara.

Finalmente no sábado, dia 7, haverá uma sessão ao ar livre no Largo Trindade Coelho da obra Ed Wood de Tim Burton.

Por último, os bilhetes. Estarão à venda a partir das 11h desta sexta-feira, dia 30 de agosto, na Ticketline e locais habituais. A partir de dia 3 de setembro, será também possível adquirir entradas para as sessões nas bilheteiras do Cinema São Jorge. 

Os preços variam bastante: normal (4,5€), descontos -25/+65 (4€), desconto 5 bilhetes (15€), desconto Yorn (só online, 50%, mas acresce depois 6% + iVA da taxa Ticketline), curtas ao almoço (2,5€), sessões manhãs e tarde (3,5€), filmes de abertura/encerramento (4,5€), sessões duplas (5€), sessões sala 2 (2,5€), sessões Lobo mau (3€), Sessões Lobo Mau – Reservas escolas (1€), eventos sala 2, exceto workshops (grátis).

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Crítica – The Night House (MOTELX)

Não é um filme que pareça trazer algo de novo, mas esconde boas surpresas sob a superfície, com um enredo que é tanto clássico como original.

Crítica – Mad God (MOTELX)

Se aceitarem que um filme pode ser como um sonho, demente, descontrolado e desnecessário de ser explicado, então irão apreciar Mad God.

Crítica – Sweetie, You Won’t Believe It (MOTELX)

Sweetie, You Won't Believe It não é um filme que se propõe a oferecer nada de novo ao género, mas é uma lufada de ar fresco no panorama internacional de comédias de terror.

Crítica – Gaia (MOTELX)

Gaia é, no final de contas, uma história de terror ecológico, não tanto sobre uma ameaça monstruosa, ou um conflito entre natureza e tecnologia, mas sobre a inevitabilidade do ser humano espalhar destruição por onde anda, tenha boas ou más intenções.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

O hambúrguer Long, do Burger King, virou vegetal

Ao todo, a marca conta agora com três opções vegetais.

Análise – Jabra Evolve2 30

Forma e função num par de auscultadores destinado a quem passa muito tempo a trabalhar em frente ao PC.