MOTELX vai levar fãs numa experiência única ao Museu Nacional de Arte Antiga

por Echo Boomer

Imaginem isto. 31 desconhecidos encontram-se à meia-noite na penumbra de um vasto museu para explorar arte macabra. Isto até podia ser o início de mais um filme de terror, mas não. É, sim, uma iniciativa que marca o início da 13ª edição do MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, neste caso em modo Warm-Up, na noite de 5 para 6 de setembro.

Esta é uma iniciativa do festival de terror que irá levar 31 participantes numa visita noturna inédita às obras mais desconcertantes do Museu Nacional de Arte Antiga. Este “Pesadelo no Museu” irá percorrer algumas das obras mais impactantes da coleção do MNAA à luz da sua relação com o imaginário do terror e do fantástico.

Se estiverem interessados, devem inscrever-se através deste email a partir das 9h desta sexta-feira, 2 de agosto. A entrada é gratuita, mas restrita a maiores de 18. E só os primeiros 31 a responder (uma inscrição por email) é que vão conseguir estar presentes.

Curtas internacionais no MOTELX

Já conhecíamos as curtas portuguesas em competição para o Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa 2019, pelo agora é tempo de apresentarmos a secção que apresenta as melhores curtas internacionais de terror de 2018 e 2019. São 24 propostas de países como Tailândia, Itália, Espanha, EUA, França, Reino Unido, Canadá ou Nova Zelândia, para ver antes das longas-metragens ou nas famosas “Curtas ao Almoço”.



Entre as curtas mais antecipadas estão The Haunted Swordsman, épico de animação com fantoches samurai do veterano dos efeitos especiais Kevin McTurk (VFX Parque Jurássico, Hellboy, Stranger Things), e Aquarium, thriller de Lorenzo Puntoni sobre um massacre numa piscina pública. A causar sensação no circuito internacional tem estado também T.J. Yoshizaki com Hot Dog, história experimental sobre uma mulher-polícia deLos Angeles que tem um confronto fatal com um vendedor de cachorros-quentes.

A secção apresenta ainda fora de competição três curtas de realizadores portugueses, servindo artistas psicopatas em Dessert (Martim David Gomes), rituais de passagem em Nojo (Pedro Mira) e vampiros haitianos em Look No Further (André Marques).

Os horários das sessões serão anunciados na segunda quinzena de agosto, juntamente com a programação completa do Festival. O MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa realiza-se no Cinema São Jorge, em Lisboa, de 10 a 15 de setembro.

Deixar uma resposta

Também pode interessar

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: