Monster Hunter Rise com demo para a Nintendo Switch já esta semana

Comecem já a caça.

Monster Hunter Rise
- Publicidade -

Esta semana, a partir do dia 8 de janeiro, os jogadores da Nintendo Switch vão poder aventurar-se num novo mundo de monstros e criaturas mágicas em Monster Hunter Rise, o novo título da popular franquia da Capcom que tem lançamento exclusivo na Nintendo Switch.

Enquanto não chega o seu lançamento completo a 26 de março, a demonstração disponível na Nintendo eShop vai permitir aos jogadores que explorem uma pequena porção do jogo com diferentes opções de caça, modos multijogador online e offline até quatro jogadores, 14 tipos de armas e quatro tipos de missões, onde se incluem treinos e tutoriais.

Para mostrar aos fãs o que o jogo lhes reserva, a Nintendo lançou um vídeo de jogabilidade narrado de 20 minutos onde podemos ficar a conhecer as novidades e os destaques desta nova entrada de Monster Hunter.

Monster Hunter Rise chega à Nintendo Switch a 26 de março.

Fonte:Nintendo
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,987FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
784SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

Conhece os novos jogos independentes para a Nintendo Switch no mais recente Indie World

Há 21 novos jogos independentes a caminho da Nintendo Switch, ainda este ano.

Análise – Monster Hunter Rise (Nintendo Switch)

A nova época de caça na Nintendo Switch não tem fim à vista.

Trust abre a época de caça com novos periféricos para a Nintendo Switch

Mesmo a tempo da chegada de Monster Hunter Rise.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Chegou o primeiro gin de flor de cânhamo português

A par do gin, a marca O Benefício lança também os seus primeiros NFTs numa peça visual musical de 700 segundos.

Este e-book vai ajudar a escolher uma licenciatura

Procuram um curso para construir uma carreira de sonho? Então é melhor terem uma ajudinha.

miio Pay. Nova funcionalidade permite pagamentos ocasionais, sem contrato, para o carregamento de veículos elétricos na rede pública

Ou seja, não pressupõe a existência de um cartão de carregamento físico, de um contrato ou a adesão a um serviço.