- Publicidade -

Depois das bebidas energéticas, Monster Energy lança café energético

-

- Publicidade -

A Monster Energy está bem e recomenda-se. Pelo menos em Portugal. No nosso país, a marca, que por cá é distribuída pela The Coca-Cola Company, aumentou o seu valor de vendas em mais de 34% no ano passado, bem como o volume de vendas (perto dos 30%), comparativamente com 2018.

Assim, era de esperar que aproveitasse a ocasião para lançar um novo produto, mas que se divide um duas variantes.

Chama-se Espresso Monster e é, essencialmente, um café pronto a beber que junta o sabor intenso do café à energia de Monster. Disponível em dois sabores – Espresso com leite e Espresso com baunilha -, cada embalagem contém três shots de café, tudo para que aquela energia característica dos produtos da marca não se perca neste novo produto.

Na prática, não se trata de uma bebida energética, mas sim de um café energético. O target desta bebida são os clientes entre os 18 e os 45, que têm uma vida bastante dinâmica.

Em termos de valores energéticos, cada 100ml equivale a 60 calorias (150 gramas por lata), a 7,9 gramas de açúcar (20 gramas por lata) e a 2,2 gramas de proteína (5,6 gramas por lata).

Claro, o mais importante é mesmo a cafeína presente neste novo produto, e, neste caso, é de 60mg por cada 100ml, o que equivale a, fazendo as contas, 150mg de cafeína por lata.

Podem (devem) beber estas variedades ora frias, ora à temperatura ambiente, estando disponíveis em latas de 250ml. Cada Espresso Monster tem uma validade de 24 meses.

Em breve, o Espresso Monster com leite e Espresso Monster baunilha estarão disponíveis no canal Horeca (hotéis, restaurantes e cafés), bem como hipermercados, lojas de conveniência e gasolineiras. O preço de venda de cada lata deverá rondar os 1.50€.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,237FãsGostar
4,047SeguidoresSeguir
507SeguidoresSeguir

Mais Recentes

Crítica – Bloodshot

Os poucos bons momentos de ação e um conceito cativante mal conseguem manter Bloodshot a respirar. É uma das piores obras do ano.

The Last of Us Part II é novamente adiado, desta vez por causa da COVID-19

Segundo a Naughty Dog, este adiamento será para garantir que todos possam tirar partido da experiência de jogo ao mesmo tempo.

Quarentine Film Festival desafia-nos a realizar uma curta-metragem através do smartphone

O Quarentine Film Festival surge de uma ideia do realizador Gonçalo Morais Leitão e visa estimular a criatividade de todos nós.

Lisbon Bar Show adiado para 2021

Estava previsto acontecer a 19 e 20 de maio, mas infelizmente não existem condições para a produção...

Análise – Control: The Foundation

The Foundation expande o mundo de Control com uma nova missão, novas áreas e habilidades, num pacote delicioso para os fãs que querem mais aventuras neste mundo e que procuram um desafio à altura das suas habilidades acumuladas durante o jogo original.
- Publicidade -