MIMO Festival Amarante volta a 26, 27 e 28 de julho de 2019

O MIMO Festival Amarante terminou hoje com os concertos de Hudson, o super-grupo norte-americano que junta em palco Jack DeJohnette, John Scofield, John Medeski e Scott Colley, e os sérvios Goran Bregovic Wedding and Funeral Band.

- Publicidade -

Em tempo de balanço, a diretora do MIMO Festival garante que “o balanço é extremamente positivo” e acrescenta que “o MIMO afirma-se como um festival português com uma missão assumida: dar espaço ao que vai acontecendo de novo na cena artística mundial. No MIMO Festival o público descobre as novidades e sai de Amarante enriquecido. É isso que vamos continuar a fazer em 2019, dias 26, 27 e 28 de julho”, afirma Lu Araújo.

Num ano que teve como novidade a exposição “Os Modernistas. Amigos e Contemporâneos de Amadeo de Souza-Cardoso, Colecção Millennium bcp“, a fundadora do MIMO Festival enaltece o “sucesso absoluto” desta parceria com a Fundação Millennium bcp. “Nestes dias, mais de 5 mil pessoas já passaram pelo Museu Amadeo de Souza-Cardoso para ver esta exposição, é impressionante”, refere.

Ao longo destes três dias, o MIMO Festival 2018 ofereceu 53 actividades, entre música, cinema, programa educativo e infantil, fórum de ideias, roteiro cultural, chuva de poesia, a que se junta uma estreia absoluta, uma exposição, inédita a Norte, de pintores contemporâneos de Amadeo de Souza-Cardoso, numa parceria com a Fundação Millennium bcp.

Matthew Whitaker Trio (EUA), GoGo Penguin (Inglaterra), Shai Maestro Trio (Israel), Baiana System, Moacyr Luz e Almério (Brasil) estrearam-se em Portugal neste fim-de-semana. Otto (Brasil), Orquestra Chinesa Cheong Hong de Macau (China), Timbila Muzimba (Moçambique), Pablo Lapidusas International Trio (Argentina/Brasil/Cuba), Dona Onete (Brasil) e Noura Mint Seymali (Mauritânia) regressaram para mostrar o bom momento que atravessam.

A representar Portugal estiveram em Amarante Rui Veloso, Dead Combo, Bruno Pernadas e Marta Pereira da Costa. Houve ainda cinema, programa educativo, poesia, fóruns de ideias e roteiros culturais.

Cada vez mais relevante para a Economia da região Norte, o MIMO Festival Amarante é acolhido de braços abertos pelos amarantinos mas também por todos os que são, indirectamente, impactados com este movimento.

Recorde-se que o MIMO Festival Amarante tem como promotor a Câmara Municipal de Amarante, contando com o patrocínio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa no programa MIMO SEM BARREIRAS, que tem como objectivo facilitar a acessibilidade, a integração e a mobilidade de pessoas com necessidades especiais ou mobilidade reduzida, durante o festival em Amarante.


 

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

13,026FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
788SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

Mini-Críticas Cinema – Edição 2021

Normalmente preparo este tipo de artigo perto do final de cada ano com mini-críticas que fui guardando de alguns filmes para os quais não tive tempo de escrever uma opinião mais extensa.

Mortal Kombat e Nomadland entre os filmes que vão estar no cinema a partir de 19 de abril

Falta menos de uma semana para algo que os portugueses desejam há bastante tempo: a possibilidade de ver um filme no grande ecrã.

Crítica – Voyagers

Voyagers possui uma fórmula bem-sucedida de ficção científica e leva-a por um caminho de desenvolvimento desinteressante, nada surpreendente e frustrantemente genérico.

IndieLisboa com datas para regressar este ano

O festival regressa às salas habituais no fim do verão.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

NOS lança o seu primeiro router com tecnologia Wi-Fi 6 em Portugal

É o primeiro router produzido com materiais 100% reciclados.

Há um carregador ultrarrápido para veículos elétricos na A1

Está instalado na Área de Serviço Santarém, no sentido Norte/Sul.