fbpx

Millennium BCP vai cobrar comissões a quem tiver mais de 10 mil euros na conta

Acabaram-se as borlas, por assim dizer.

Millennium bcp

Até aqui, todos os clientes Millennium BCP com mais de 10.000€ na conta tinham isenção de pagamento de comissão de manutenção da mesma. Pois bem, isso vai acabar já a 1 de novembro.

A partir dessa data, os clientes Millennium Start, Conta U Millennium, Herança Indivisa e Standard que tenham um montante superior ao que referimos anteriormente passam também a pagar comissão de conta, tal como acontecia com os restantes clientes.

Assim, será cobrada todos os meses uma comissão de 5,41€/mês, valor este que já inclui imposto de selo. Ao final do ano, é como se perdessem 64,90€.

Portanto, todos os clientes deste banco ficam iguais neste aspeto, ou seja, todos têm de pagar comissões. Bom, quase todos, uma vez que existem exceções.

Por exemplo, mantêm-se as isenções para quem tiver menos de 23 anos e for o titular da conta, para quem tenha o pagamento do ordenado ou da pensão domiciliados ou para quem gastar, no mínimo, 400€/mês com o cartão de crédito ou débito.

Fora estas situações, toda a gente terá de pagar comissões de manutenção de conta. A escolha agora cabe a cada um, claro, mas podem sempre procurar um banco que não atue desta forma, como é o caso do moey!.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,789FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
631SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Apple Pay já chegou ao Millennium bcp e ActivoBank

A novidade estava prometida há algum tempo. Quanto ao ActivoBank, o serviço ainda está a ser implementado.

Depois do Millennium BCP e Santander, CGD também obriga clientes a usarem máscara

A medida deverá entrar em vigor já na próxima segunda-feira, dia 4 de maio.

Clientes ActivoBank também serão obrigados a usar máscara para serem atendidos ao balcão

O que não admira, uma vez que este banco privado português pertence ao Millennium BCP.
- Publicidade -

Mais Recentes

LISBOA ZERO. A plataforma que vem combater o desperdício alimentar

Esta plataforma tem como cidade piloto Lisboa, mas o objetivo é ser replicada mundialmente, combatendo o desperdício alimentar.

Crítica – Greenland

Um par de cenas entusiasmantes e um elenco decente não conseguem livrar Greenland do desastre que é.