Metro de Lisboa. Novas estações só mesmo em 2024

- Publicidade -

Quem o disse foi Vítor Domingues dos Santos, presidente do conselho de administração do Metro de Lisboa, em declarações à rádio Observador. Portanto, ainda há muito que esperar até que as novas estações de Estrela e Santos estejam concluídas. E a não esquecer ainda a ligação entre as estações do Rato e Cais do Sodré.

Vítor Domingues dos Santos revelou que o alargamento da rede do metro de Lisboa ainda está em fase de consulta pública… isto nove meses após o concurso ter sido lançado. “Esperamos consignar a obra nos primeiros meses de 2020, esperamos ter obra concluída em 2023 e temos a expectativa de ter a obra aberta ao público em meados de 2024”, disse o administrador àquela rádio.

Vítor Domingues dos Santos revelou ainda que a estação de Arroios (fechada desde julho de 2017) continua sem obras de requalificação. Na altura em que o primeiro concurso foi lançado (meados de 2017), a empresa contratada não conseguiu assumir os compromissos. E desde então tem sido um problema. Entretanto, um novo concurso foi lançado e, agora, espera-se que, no máximo, as obras arranquem em outubro, com uma nova empresa.

O administrador desabafou ainda sobre o facto do Metropolitano de Lisboa estar, atualmente, “com uma baixa de execução orçamental”, necessitando de um investimento de 100 milhões de euros por ano para servir as necessidades dos utentes.

“No período até 2015, os investimentos foram adiados e os problemas foram-se acumulando. Passamos 2017 e 2018 a recuperar material circulante [comboios]. Agora, temos outras coisas a rever, como escadas rolantes, que já têm uma média de idades de 16 anos e nós temos 224 escadas rolantes.”

Ficou-se também a saber que, devido aos passes únicos, houve um aumento de 8% na procura pelos serviços de circulação na Área Metropolitana de Lisboa. As receitas, porém, subiram apenas 2%.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome