MEO Sudoeste está cada vez mais tecnológico e sustentável

por Echo Boomer

Está quase a chegar a 23ª edição do MEO Sudoeste, a realizar-se, como é habitual, na Zambujeira do Mar. E para este ano, o MEO, marca da Altice Portugal, apresenta um forte reforço a nível tecnológico e de infraestruturas.

Como em pleno festival é super importante haver rede a qualquer momento, seja para resolver algum problema ou para encontrar os amigos, a Altice Portugal reforçou as infraestruturas do festival com mais de 140 Km de fibra e adicionou 72 novas células 2G, 3G e 4G, de modo a garantir a total operacionalidade das várias redes MEO disponíveis no recinto.

Além disso, todo o recinto (incluindo campismo e estacionamento) está dotado com Wi-Fi, permitindo que os festivaleiros acedam à Internet sem quaisquer custos. Relembramos que, na edição anterior, foram iniciadas 2,6 milhões de sessões únicas na rede MEO WiFi que deram origem a 11TB de informação.

Adicionalmente, o MEO terá à disposição dos festivaleiros máquinas de carregamento de baterias dos telemóveis. Na edição anterior, os festivaleiros carregaram o equivalente a mais de 114 mil baterias de telemóvel.

Falando da app MEO Sudoeste, desenvolvida internamente, será essencial para quem quer estar a par de tudo o que está relacionado com o festival. Tem o cartaz, planta do recinto e perfis dos artistas e, este ano, um novo conjunto de novidades.

Este ano, a app conta com realidade aumentada, com elementos 2D e animações 3D que não só irão dar uma perspetiva diferente do festival, como ter informação e funcionalidades úteis para os festivaleiros, tal como pontos de interesse no mapa de Realidade Aumentada, assim como a personalização de outros locais relevantes.



Esta aplicação permite também utilizar o MEO ECO, outra das novidades, que vai fazer com que os utilizadores possam trocar os seus pontos MEO por brindes existentes no recinto do festival. E claro, à semelhança do ano passado, os festivaleiros podem ainda combinar boleias através do MEO Ride, ouvir a rádio MEO Sudoeste e acompanhar os concertos através de live streamings, assim como aceder às imagens da livecam da praia da Zambujeira do Mar, através do MEO Beachcam.

No que toca à questão da sustentabilidade, e sabendo-se que o pórtico de entrada do recinto é o local onde vive uma família de Corujas da Torre, a Música no Coração terá uma série de ações a decorrer para sensibilizar os festivaleiros.

Haverá, ainda, brigadas de voluntários para ajudar na sua limpeza ao longo dos dias do Festival, assim como outras ações ao nível da responsabilidade social e da sustentabilidade. É o caso da instalação de uma Coruja, produzida pela artista urbana portuguesa Catarina Glam, e que será desenvolvida ao longo dos dias do festival com materiais recicláveis.

O MEO Sudoeste 2019 realiza-se de 6 a 10 de agosto, na Herdade da Casa Branca, e conta com nomes como Anitta, Post Malone, Russ, entre muitos outros. Os bilhetes estão à venda nos locais habituais.

Deixar uma resposta

Também pode interessar

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: