- Publicidade -

Análise – Marvel’s Spider-Man: Turf Wars

-

Chegou à PlayStation 4 o segundo capítulo da trilogia de DLCs para Marvel’s Spider-Man. O novo episódio, chamado Turf Wars, dá continuidade à história do primeiro episódio, The Heist, e estende as aventuras do Homem-Aranha neste exclusivo da Sony.

Se há algo que se pode notar neste novo episódio é que o jogo não está para brincadeiras. Apesar de apresentar apenas um novo tipo de inimigo, inclui a nova facão introduzida em The Heist, com toda a sua ferocidade.

A Insomniac Games atualizou o jogo com um novo nível de dificuldade e, com isso, até na dificuldade média Turf Wars revela-se um desafio enorme, com ondas de inimigos mais organizadas, variadas e um tipo em particular que requer paciência e alguma destreza.

Hammerhead, a nova fação liderada pelo vilão do mesmo nome, tem agora acesso a toda a tecnologia deixada na cidade de Nova Iorque por Silver Sable, uma oportunidade que os coloca como uma grande ameaça à cidade de Nova Iorque. Esta ascensão na ausência dos vilões do jogo principal é o grande foco de Turf Wars.

Logo de início, este episódioignora o cliffhanger deixado em The Heist e começa por apresentar o novo vilão. Sem percebermos ao certo quais as verdadeiras motivações de Hammerhead (para além do controlo da cidade), este episódio de apenas duas horas (no máximo) leva-nos a percorrer missões que não são nada mais do que seguir pistas com eventuais batalhas rápidas.

Ao nosso lado, vamos ter de volta a polícia Yuri, que desempenha um papel bastante importante neste episódio e que apresenta um desenvolvimento de personagem emocionante e inesperado.

Ao contrario de The Heist, neste segundo DLC temos finalmente direito a uma boss battle, que se revela desafiante e que serve de excelente ponto final a este episódio, que volta a terminar num cliffhanger para o próximo episódio em dezembro, Silver Lining.

Apesar de ser mais curto que o episódio anterior, Turf Wars é mais diversificado nas missões que contém e inclui novas bases para limpar, que servem também de missões secundárias para ajudar uma investigação da MJ.

Os desafios da Screwball estão de regresso e há ainda recompensas para desbloquear, como os três novos fatos que são desbloqueados à medida que avançamos no episódio.

De destacar também as interações que Parker vai tendo com Miles Morales ao longo do episódio e que, apesar de curtas, apontam para um plano bem interessante da Insomniac Games para esta personagem.

Nesta altura, A Cidade Que Nunca Dorme começa a ganhar forma. Depois de um episódio morno, o curto Turf Wars é uma adição bastante consistente e completa que já tornam este pacote bastante interessante para os fãs de Marvel’s Spider-Man. Neste momento, mal se pode esperar para ver como vai acabar esta aventura.

Marvel’s Spider-Man: Turf Wars faz parte do pacote A Cidade Que Nunca Dorme que pode ser adquirido digitalmente por 19,99€ na PS Store e que é gratuito para todos os jogadores da Edição Deluxe de Marvel’s Spider-Man.

Este conteúdo foi cedido para análise pela PlayStation Portugal.

- Publicidade -

Sigam-nos

9,964FãsGostar
4,031SeguidoresSeguir
497SeguidoresSeguir

Mais Recentes

Afinal, o Samsung Galaxy Z Flip tem ou não vidro no ecrã?

Quando aconteceu a revelação oficial do muito antecipado Galaxy Z Flip, a Samsung fez questão de referir que o mesmo "combina um ecrã Infinity Flex (flexível infinito) com vidro ultrafino (UTG), que possui propriedades dobráveis, tornando-o mais fino com uma aparência elegante e premium que nunca vista num dispositivo dobrável antes".

Xiaomi Mi 10 Pro é oficial e é, até à data, o melhor smartphone para fotos

Quem o diz são os especialistas da DxOMark, que já tiveram oportunidade de analisar o Xiaomi Mi 10 Pro. Ou seja, com 124 pontos na pontuação geral da câmara, este smartphone afirma-se como o melhor do mercado neste momento para fotografias, ultrapassando até o Huawei Mate 30 Pro 5G. Atenção, nesta lista não está ainda o novíssimo Samsung S20 Ultra 5G, pelo que o panorama pode mudar em breve.

Devemos usar os CTT para devolver produtos à Amazon?

Quem compra na Amazon, principalmente produtos vendidos e enviados pela própria empresa, sabe que tem naquela loja um magnífico apoio ao cliente, ao ponto de ser das melhores, senão a melhor, loja online nesse aspeto.

Lisboa. Teatro Maria Matos reabre portas em abril

Está fechado desde julho de 2018, mas vai novamente entrar em funcionamento. Falamos do Teatro Maria Matos, em Lisboa, que chegou a receber projetos bem interessantes e alternativos, dando uma incrível dinâmica à cidade de Lisboa.

Setúbal. Câmara investe 120 mil euros no canil municipal

Tudo para que o local possa ter melhores condições de conforto e de higiene para os patudos. Assim, lá para meio deste ano, as obras de ampliação do canil municipal estarão concluídas.
- Publicidade -