Marvão volta a receber música clássica em 2019

A 5.ª edição decorreu de 20 a 29 de julho de 2018 e consolidou o Festival Internacional de Música de Marvão (FIMM) como um dos mais notáveis festivais de música clássica em Portugal e um dos maiores eventos da região. E já tem datas para a edição de 2019.

- Publicidade -

Depois de elevar a fasquia com mais de 40 concertos em Portugal e Espanha, o cenário magnífico que a vila de Marvão proporciona vai voltar a receber no topo do mundo o FIMM entre os dias 19 e 28 de julho de 2019, atraindo diversos artistas de classe mundial e que habitualmente não vêm a Portugal.

Na última edição, cerca de 7.500 visitantes assistiram aos 10 dias de programação nos concelhos de Marvão, Portalegre e Valencia de Alcántara (Espanha) e, pela primeira vez, também de Castelo de Vide. O festival registou uma participação recorde de artistas portugueses, entre os mais de 300 artistas de mais de 20 nacionalidades presentes.

A quinta edição do FIMM contou com um cartaz de luxo onde se destacaram as presenças da Orquestra Estatal de Atenas, em estreia em Portugal, do Maestro alemão e criador do festival, Christoph Poppen, da soprano Juliane Banse, da violinista Veronika Eberle, do Maestro Victorino d’Almeida e Erika Pluhar, do jovem clarinetista Horácio Ferreira, do fadista Rodrigo Costa Félix, da Orquestra de Câmara de Colónia, do Coro Gulbenkian, entre muitos outros.

Num cenário magnífico, com os concertos de abertura e de encerramento a terem lugar no Castelo de Marvão, o FIMM, além da música clássica, contou ainda com um Piquenique Musical e, pela primeira vez, ofereceu um espaço onde os pais podiam deixar as suas crianças enquanto assistiam aos concertos: o Espaço para Crianças “Coração Delta“, com o apoio do Grupo Nabeiro/Delta Cafés.

Para celebrar a quinta edição com toda a pompa e circunstância, os artesãos marvanenses, partindo de uma ideia do professor Domingos Bucho, criaram uma nova peça de artesanato que imortaliza Marvão e o Festival Internacional de Música de Marvão. Um maestro a dirigir uma miniorquestra, que vai passar a ser uma das imagens de marca do município raiano, agora fortemente conotado com a música clássica.


 

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Vodafone Paredes de Coura pode ganhar mais dias em 2022

"Vamos elevar o risco, mas quero fazer uma edição histórica", disse recentemente João Carvalho, diretor do festival minhoto.

Festival O Sol da Caparica passa para 2022

A organização promete "uma edição incrível e inesquecível com muita música lusófona".

Neopop passa para 2022

Mas ainda não tem datas.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Análise – Olympic Games Tokyo 2020 – The Official Video Game (Xbox One)

Olympic Games Tokyo 2020 – The Official Video Game é claramente uma abordagem simples, familiar e intuitiva aos Jogos Olímpicos, sendo um complemento perfeito nesta época em que acompanhamos os nossos atletas e desportos favoritos.

Análise – Microsoft Flight Simulator (Xbox Series X|S)

Microsoft Flight Simulator voa mais alto e torna-se ainda mais acessível com a chegada da versão de consolas.

Série live action de Pokémon está em desenvolvimento para a Netflix

Mas o projeto está ainda numa fase muito embrionária.