Mal Amanhados. Novo programa da RTP leva-nos a conhecer o arquipélago dos Açores a partir do sofá

Estreia já esta quinta-feira, dia 16 de abril, às 21h45 (20h45 nos Açores) e promete ser uma verdadeira odisseia pelos Açores. Chama-se Mal Amanhados – Os Novos Corsários das Ilhas e vai chegar à RTP para levar os portugueses a viajar por este belíssimo arquipélago, mas sem saírem de casa.

Mal Amanhados
- Publicidade -

Escrito por Alexandre Borges, Nuno Costa Santos e Luís Filipe Borges, o comediante que se aventura agora na sua primeira produção, Mal Amanhados mostra-nos um comediante e um escritor, um terceirense e um micaelense, todos com algo em comum: o amor à sua terra.

Esta viagem, na companhia desses protagonistas, promete mostrar-nos o melhor das ilhas: histórias, curiosidades, música, humor e uma infindável beleza.

Ao todo, Mal Amanhados é composto por 10 episódios de 55 minutos cada. Cada episódio passa-se numa determinada ilha, à exceção do último, que atravessa todo o arquipélago.

Fonte:RTP
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Crimes Submersos. RTP coproduz nova série que junta atores espanhóis e portugueses

É uma coprodução da RTP com a RTVE e as produtoras Coral Europa e Atlantia Media.

Jogos do Euro 2020 vão ser exibidos nos três canais generalistas

O que significa que SIC, RTP e TVI partilham os direitos de transmissão do Euro 2020.

Documentário sobre tour mundial de P!nk vai estrear na Amazon Prime Video

Um documentário assinado por Michael Gracey, que realizou The Greatest Showman.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Bolt Food chega ao Porto na próxima semana

Os portuenses vão ter uma nova plataforma de delivery para encomendar refeições.

Meu Super abre lojas em Odemira e Lordelo do Ouro

Existem cada vez mais lojas de proximidade Meu Super espalhadas pelo país.

Setúbal, Palmela e Sesimbra vão ter perto de 300 postos de carregamento para veículos elétricos

É o que prevê o Plano de Mobilidade Elétrica da Arrábida para os próximos 10 anos.