Nova ponte vai ligar Porto a Vila Nova de Gaia. Estação de Campanhã também será ampliada

- Publicidade -

Para já, não há orçamento para a nova ponte ferroviária (e respetivos acessos). Ainda assim, o custo deverá ficar abaixo dos 500 milhões de euros.

Por esta altura, os mais atentos saberão que o Governo anunciou, em outubro de 2020, a criação de uma linha ferroviária que irá ligar Lisboa e Porto em somente 1h15.

Esta linha ferroviária de Alta Velocidade vai custar cerca de 4.500 milhões de euros, mas será um projeto financiado por fundos comunitários. E será faseado, dando prioridade ao troço entre Gaia e Soure e, só depois, os restantes, até chegar a Lisboa.

Numa primeira fase, prevê-se que a nova linha comece a servir Aveiro, Coimbra e Leiria, cruzando com a linha do Norte em vários pontos, com comboios que irão circular entre os 220 e os 250 km/h. Já numa segunda fase está então previsto que a viagem entre Lisboa e Porto possa ser feita a 300 km/h.

Ora, a grande novidade relacionada com este projeto é que será necessário, de modo a que seja viável, construir uma nova ponte ferroviária entre o Porto e Gaia.

Ao Dinheiro Vivo, que começou por avançar esta notícia, a Infraestruturas de Portugal afirmou que a atual ponte de São João “encontra-se no limite da sua capacidade” e não conseguirá “acomodar o serviço de alta velocidade”. Só que não é bem assim.

De acordo com a mesma fonte, não é possível inserir, totalmente em curva, uma nova linha de alta velocidade no final da ponte de São João. Logo, a nova travessia será necessária, sim, mas devido a motivos técnicos.

Posti isto, a nova ponte ficará localizada entre a ponte de São João e a ponte rodoviária do Freixo, dando acesso à estação de Campanhã – que será assim ampliada a nível subterrâneo – e passando sobre a praia fluvial do Areinho (em Gaia) e os terrenos da Mota-Engil (no Porto).

No Porto, a estação terminal da alta velocidade será no aeroporto Sá Carneiro.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes