Lisboa volta a celebrar a passagem de ano no Terreiro do Paço

- Publicidade -

Uma Lisboa de muitas culturas e muitas gentes para festejar o Ano Novo.

Lisboa volta a celebrar a passagem de ano no Terreiro do Paço. É neste mosaico humano e cultural que a Câmara Municipal de Lisboa apresenta uma grande festa que também celebra a lusofonia, num espetáculo imperdível programado e produzido pela EGEAC.

Paulo Gonzo é o primeiro artista a subir ao palco, pelas 22h30. Um concerto para cantar e recordar êxitos intemporais, como “Jardins Proibidos”, “Dei-te Quase Tudo” ou “So Do I”, na voz inconfundível do cantor e compositor que estará acompanhado pela sua banda.

À meia-noite, a chegada de 2023 será assinalada com um espetáculo de fogo de artifício que, durante 12 minutos, irá cobrir de cor e brilho o céu à beira-Tejo, ao som de uma banda sonora original criada pelo DJ Moullinex.

A festa segue madrugada dentro, embalada por diferentes ritmos nas vozes de Bonga, Cuca Roseta, Elida Almeida, Lura, Pongo e Samuel Úria num grande espetáculo construído de raiz, envolvendo 26 músicos em palco, incluindo a formação Fogo Fogo, um quarteto de cordas, percussionistas, cavaquinho e sopros. Ao longo de 23 canções inspiradas em diversas influências e estilos musicais, propõe-se uma viagem ritmada que deambulará entre o Fado, o funaná, as mornas e as coladeiras.

Cabe às Batukadeiras X abrir este espetáculo repleto de momentos únicos em palco, como um dueto entre Cuca Roseta e Samuel Úria a cantar Cesária Évora.

Foto de: José Frade/EGEAC

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes