fbpx

La Fura dels Baus e Arte Urbana no 24º Super Bock Super Rock

A menos de dois meses da 24ª edição do Super Bock Super Rock, o cartaz está completo.

O primeiro dia será marcado pelo concerto de tributo “Who the F*ck is Zé Pedro?“, que juntará ilustres convidados, amigos e admiradores do eterno guitarrista dos Xutos, acompanhados por uma banda formada quase exclusivamente por familiares do músico e dos restantes elementos da banda, que acabaria por tornar-se também numa família para Zé Pedro. Rui Reininho, Carlão, Manuela Azevedo, Tomás Wallenstein, Manel Cruz, Palma’s Gang, Ladrões do Tempo, Paulo Gonzo e João Pedro Pais vão interpretar em palco alguns dos temas mais icónicos da vida do músico.

Travis Scott, Stormzy, Sofi Tukker, Julian Casablancas & The Voidz, Tom Misch, Parcels e Princess Nokia são algumas das estreias mais aguardadas, e entre os reencontros mais esperados, estão nomes como The xx, Benjamin Clementine, Anderson .Paak & The Free Nationals, Mahalia, Oddisee & Good Company e os míticos Pop Dell’Arte. Grande destaque também para o tão aclamado regresso dos lendários The The. Matt Johnson está volta aos palcos 15 anos depois, com um espetáculo que promete recordar e criar memórias.

A música portuguesa, como é hábito, terá lugar marcado em todos os palcos, e muito especialmente no Palco LG by Rádio SBSR, por onde passam anualmente, não só novos valores da música nacional, mas também alguns daqueles que lhes servem de referência. Nos restantes palcos, há também concertos obrigatórios a representar da melhor forma a música portuguesa: o regresso de Slow J, este ano, no Palco Super Bock; The Parkinsons e Isaura a apresentar álbuns novos no Palco EDP; e DJ BIG com convidados especiais no Palco Somersby.

Mas há mais surpresas.

Os La Fura dels Baus regressam ao Parque das Nações, em Lisboa, vinte anos depois de terem atuado na EXPO’98. Em 2018 estão de volta para apresentar o espetáculo “IN-UP // OUT-UP”, desenhado exclusivamente para o Super Bock Super Rock. Será uma performance cheia de metáforas poéticas, que conciliará música ao vivo, dança aérea, fogo-de-artifício, grandes elementos, interação com o público, fogo e água.

O espetáculo “IN-UP // OUT-UP” é composto por duas partes, explorando o melhor dos diversos ambientes que caracterizam o atual formato assumidamente urbano do Super Bock Super Rock: uma parte indoor, e outra ao ar livre.

Indoor:

A conhecida cantora de flamenco, Mariola Membrives, vai levantar voo sobre o público, dentro do Palco Super Bock. Da indumentária fazem parte saias com oito metros de comprimento e a sua voz única e poderosa vai seguramente surpreender tudo e todos. Caráter e vertigem: o prelúdio perfeito para a Rede Humana Interna, que surgirá entre o público, com a música e os efeitos sonoros criados especialmente e tocados ao vivo por Miki Espuma, com momentos e coreografias muito plásticas e visuais, cheios de metáforas do quotidiano.

Esta primeira parte será o embrião do que se poderá ver depois, ao ar livre.

Ao ar livre:

Tirando partido do corredor da água existente, que marca o cenário do Parque das Nações, um Transformer, juntamente com uma comitiva de personagens de fogo, vai passear entre o público em busca da sua amada, Mariola Membrives, que estará à sua espera no telhado. Nesse momento, já a usar outro vestido majestoso, a cantora de flamenco vai aceitar a oferta do Transformer, e sentar-se ao seu colo no meio de uma história de amor, enquanto canta uma linda canção. Toda esta sintonia despertará um enorme Cilindro Humano, formado por 42 pessoas, a dançar em uníssono, que entrará na água dançando para todo o público.

À medida que a coreografia avança, esse cilindro humano começa a transformar-se numa rede, uma imensa Rede Humana, que se forma por cima da água, onde toda a energia, sintonia e cooperação dos artistas é refletida. A metáfora visual de que a união faz a força. Uma imagem final, reforçada por fogo-de-artifício, que completa toda a adrenalina vivida.

A Rede Humana será formada por artistas da EPAOE – Escola Profissional de Artes e Ofícios do Espectáculo do Chapitô.

Um espetáculo arriscado, visualmente poderoso e que vai invadir o recinto do Super Bock Super Rock no dia 21 de julho. Mas as novidades não se ficam por aqui.

A Arte Urbana está de regresso ao 24º Super Bock Super Bock com mais novidades. Uma área na qual a marca Super Bock se afirma há vários anos, a Arte Urbana tem vindo, assim, espontânea e naturalmente, a ocupar um espaço cada vez mais importante no Festival. Em 2017, nasceu uma nova identidade visual e várias ações criativas e interativas, que se apropriaram do recinto para uma maior aproximação entre esta expressão artística e o público, criando assim uma experimentação única do espaço assumidamente urbano, em torno da Música. Em 2018, este objetivo vai consolidar-se com novas obras expostas no recinto, em parceria com a Underdogs e a FAHR 021.3, de modo a que o público volte a ser surpreendido no festival com um espaço urbano para ser disfrutado de forma criativa.

É sob a chancela Super Bock que na 24ª edição do Super Bock Super Rock será exposta uma nova peça artística de grandes dimensões e poderá também visitar-se uma open air gallery com peças exclusivas, participar nos workshops de iniciação ao graffiti, bem como desfrutar dos “nenúfares” gigantes no espelho de água no intervalo dos concertos.

A “Guitrash“, peça de Bordalo II criada para a edição de 2017 do Festival, volta a ocupar um lugar de destaque no recinto que contará, este ano, com uma outra intervenção artística: um lettering gigante iluminado “SBSR“.

Dadas as preocupações ambientais da marca, a Super Bock volta a disponibilizar os copos ecológicos, uma inovação pioneira da marca em 2016, e a experiência cervejeira é reforçada com a gama Selecção 1927 e com as as novas cervejas especiais Coruja da Super Bock.

Novas experiências de Arte Urbana no Festival

Este ano, a Arte Pública e Urbana ganha uma nova dimensão no Super Bock Super Rock.

A Underdogs vai criar uma peça icónica para o Super Bock Super Rock, uma galeria ao ar livre e volta a apostar nos workshops para intervir e criar peças interativas

Plataforma cultural baseada em Lisboa, o projeto Underdogs nasceu com o intuito de criar um espaço dentro da cena da arte contemporânea para artistas ligados às novas linguagens da cultura gráfica e visual inspiradas na urbanidade, acolhendo o estabelecimento de parcerias e esforços colaborativos entre criadores, agentes culturais, recintos de exposições e a cidade, contribuindo para uma ligação próxima entre estes e o público. Criado em 2010 e consolidado na sua presente forma desde 2013, o projeto Underdogs assenta em três áreas complementares: uma galeria de arte, uma programação de arte para o público e a produção de edições de arte originais e acessíveis.

A parceria com o Super Bock Super Rock nasceu em 2016 e terá continuidade na 24ª edição, voltando a inovar na forma como está presente no Festival.

Desde logo, pela criação da nova peça icónica que apenas será revelada mais próximo do festival, com assinatura de Catarina Monteiro aka Glam.

Destaque ainda para um half pipe para a prática de skate, com várias demonstrações durante os três dias do Super Bock Super Rock, neste caso em parceria com a FAHR 021.3.

A Pegada da Sustentabilidade

A responsabilidade social da Super Bock volta a manifestar-se na 24ª edição do Super Bock Super Rock com o uso de copos ecológicos reutilizáveis, personalizados com o cartaz do festival e a imagem da marca. Este conceito inovador, trazido pela marca em 2016, mantém-se inalterado face aos anos anteriores, bem como os formatos existentes (25 cl e 50 cl) e o sistema para a sua utilização.

App Super Bock Super Rock

A renovada app do Super Bock Super Rock contém todas as informações úteis e a possibilidade de os utilizadores criarem a sua própria agenda de concertos do festival e receberem alertas sobre o início dos mesmos, bem como notificações sempre que as novidades assim o justifiquem.
A app Super Bock Super Rock estará brevemente disponível de forma gratuita para iOS e Android na AppStore e PlayStore.

Rádio SBSR volta a marcar presença no Festival

Para além da já anunciada curadoria na programação do Palco LG by rádio SBSR, dedicado à música portuguesa, a rádio SBSR regressa ao Parque das Nações com estúdio móvel próprio, para emissão em direto, transmissão de concertos e entrevistas a artistas e público.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,778FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
628SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Festival Gastronomia de Bordo acontece em Peniche já em outubro

Este ano, o festival Gastronomia de Bordo em Peniche adaptou-se às novas circunstâncias e fica circunscrito à experimentação dos pratos em apenas alguns restaurantes.

Clã, David Fonseca e Lena D’Água vão atuar no FNAC Live Box Edition

A entrada, como é habitual neste festival da FNAC, é gratuita.

Circle Jerks estream-se em Portugal em julho do próximo ano

A novidade foi avançada pela promotora Hell Xis Agency.
- Publicidade -

Mais Recentes

Celebra o aniversário do Batman com o LEGO do seu Batwing

O novo set de coleção é inspirado no icónico veiculo do filme de 1989.

Câmara Municipal de Lisboa vai continuar a apostar em água reutilizada para lavar as ruas e regar espaços verdes

A Câmara Municipal de Lisboa aprovou a proposta para a construção da Rede de Água Reutilizada de Lisboa na Zona Ribeirinha e Bairro Alto.