L’Origine tem novas pratos e nova massa de pizza com base de curcuma. E nós fomos provar

Não é a primeira vez que falamos aqui do restaurante L’Origine. Aliás, na altura, quando fomos convidados a conhecer o novo espaço, ficámos amplamente agradados, não só pela localização e ambiente, mas principalmente pela comida. Afinal de contas, não é qualquer espaço em Lisboa que nos apresenta opções italianas, bem como diferentes tipos de massa para pizza, notando-se, claramente, a aposta na qualidade dos ingredientes.

- Publicidade -

Assim, foi com bastante curiosidade que nos lançámos ao novo desafio de provar a renovada carta, que conta agora com novas entradas e especialidades, além de uma nova massa de pizza com base de curcuma, que é, de resto, a grande novidade de inverno.

Esta nova massa de pizza vem fazer companhia às já existentes massas de beterraba e gengibre, carvão vegetal, além da óbvia massa tradicional, e destaca-se não só por conferir um sabor exótico aos ingredientes, mas também pela sua cor (um tom mais dourado) por ser anti-oxidante e anti-inflamatória. Além disso, é também leve, logo fácil de digerir, o que significa que aqueles clientes mais sensíveis a determinados alimentos não terão quaisquer problemas se comerem uma pizza com base de curcuma.

Para que esta nova massa de pizza esteja pronta a ir ao forno e, depois, para as mesas dos clientes, passa, tal como as outras, por um período de maturação lenta entre 32 a 72 horas, havendo uma especial atenção no que toca ao processo de maturação. E apesar da curcuma, também conhecido como açafrão-da-terra, ser uma raiz conhecida pelo seu sabor amargo, isso não se transpõe para as pizzas.

Isso foi, aliás, o que aconteceu com as pizzas que provámos. Estavam divinais. É claro que nem todos os ingredientes são os mais indicados para uma pizza de curcuma, mas o restaurante dá algumas sugestões, como a La Norvegese (molho de tomate, mozzarella, mascarpone, salmão, alho francês e tomate cherry), a Capricciosa Como a Mãe (molho de tomate, mozzarella, fiambre, cogumelos, azeitonas, wurstel, ovo e orégãos) ou a L’Origine (molho de tomate, ricotta, speck, rúcula, tomate semi-seco, creme de pistache e mozzarella di buffala DOP).

A La Norvegese, que falámos acima, juntamente com a La Mazarese (molho de tomate, mozzarella, burrata, tomate, pecorino romano e manjericão), Il Galeone (molho de tomate, mozzarella, ricotta, espinafres, bacon, queijo de cabra e ovo estrelado) e Deliziosa (molho de tomate, mozzarella, fiambre, cogumelos e orégãos) são, de resto, novidades na carta de pizzas do L’Origine.

Mas como referimos acima, há também novidades para quem não é especialmente apreciador de pizza. Temos duas novas entradas – Bruschette Caprese (pão grelhado, pesto de manjericão, burrata parmigiano, tomate e oregãos) e Rollê Vegetariano (mozzarella, beringela, courgette, cogumelos, ricotta e vinagre balsâmico) -, bem como uma nova Burrata de trufas (burrata, trufas, legumes e salada mix).

Já para os mais esquisitos, há também quatro novas opções na secção da Pasta Fresca: Gnocchi Caseiro Pesto (pesto de manjericão, parmesão DOP e pinhões), Gnocchi Caseiro com Ragù (uma espécie de “massa à bolonhesa”, com vitela cozida a baixa temperatura), Penne Caprese (burrata, tomate cherry, manjericão, sal, pimenta e alho) e Cannelloni Ossobuco (cozinhado a baixa temperatura, contendo mozzarella e vitela cozida a baixa temperatura). Provámos um bocadinho de tudo e uma coisa é certa: nota-se claramente que estamos a comer num restaurante, onde a atenção ao detalhe nunca é descurada.

Para terminar em beleza, os mais gulosos também vão gostar de saber que ficaram disponíveis no menu três novas sobremesas: Trio de Panna Cotta (com frutos silvestres, nutella e caramelo), Torta di Zucca (suculento bolo de abóbora com crumble que mais parece um brownie) e Tartufo gelado, bem como novos sabores de gelados, onde se inclui o de limoncello.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Lisboa deve receber 320 navios de cruzeiro até ao final do ano

É, inclusive, um número superior a 2019. Mas deverá registar-se uma quebra nos passageiros.

Há quem queira reduzir em 80% a entrada de automóveis em Lisboa e na Área Metropolitana até 2048

E há também quem tenha proposto a criação de "superquarteirões", inteiramente pedonais.

Aprovada proposta para reduzir em 10 km/h da velocidade máxima de circulação em Lisboa

Há vias cuja velocidade máxima de circulação permitida passará a ser somente de 30 km/h.

Lisboa, Porto e Guimarães podem tornar-se climaticamente neutras até 2030

As cidades escolhidas terão acesso a diferentes oportunidades.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Carris Metropolitana. Divulgados os horários da Área 4

Já se podem orientar nos municípios de Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal. São os horários da Área 4.

Primeiro teaser de Andor mostra como Star Wars poderá contar histórias de espionagem

Diego Luna regressa como Andor, numa prequela de Rogue One.

Nova atualização de Gran Turismo 7 adiciona novos carros e eventos

Com destaque para vencedor das 24 Horas de Le Mans, o novo Toyota GR010 HYBRID.