John Frusciante regressa aos Red Hot Chili Peppers

- Publicidade -

Corria o ano de 2008 quando os Red Hot Chili Peppers entravam num curto hiato. Um ano depois, quando regressaram para começar a trabalhar no álbum I’m With You (2011), já não contavam com a colaboração do guitarrista John Frusciante, que decidiu investir num carreira a solo. O icónico guitarrista era, então, substituído por Josh Klinghoffer.

Mas tudo muda agora. Num comunicado colocado nas redes sociais, os Red Hot Chili Peppers anunciam o regresso de Frusciante à banda, substituindo Klinghoffer, que ou terá decidido seguir o seu caminho ou terá sido mesmo dispensado dado o regresso daquele que é considerado um dos melhores guitarristas de todos os tempos.

Mas desenganem-se aqueles que pensam que a história de John Frusciante com os Red Hot Chili Peppers é pacífica. Longe disso. Foi em 1988, com apenas 18 anos na altura, que o músico entrou para a banda (ou seja, não é o guitarrista original). Porém, viria a deixar o grupo em 1992, após ter participado no álbum Blood Sugar Sex Magik.

Depois, seis anos mais tarde, em 1998, juntou-se novamente à banda, numa aventura que durou 10 anos, onde fez parte das gravações de Californication (1999), By The Way (2002) e Stadium Arcadium (2006), até o grupo ter entrado em hiato. Quando regressaram ao ativo, em 2009, Frusciante já não se encontrava junto de Anthony Kiedis, Flea e Chad Smith.

Agora, o guitarrista volta para fazer as delícias dos fãs, e começará, por isso, a participar nos concertos dos Red Hot Chili Peppers.

A banda tem alguns concertos marcados para a Europa em 2020, pelo que, caso regressem a Portugal, trarão Frusciante na viagem.

Recordem, aqui, a passagem dos Red Hot Chili Peppers pela edição de 2017 do Super Bock Super Rock.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes