Governo japonês quer mesmo realizar os Jogos Olímpicos de Tóquio este ano

Esta semana, o The Times noticiou que a competição não iria acontecer.

Jogos Olímpicos de Tóquio
- Publicidade -

Muito se tem falado sobre um novo adiamento ou mesmo cancelamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio, marcados para daqui a precisamente seis meses, a 23 de julho. Esta quinta-feira, o jornal britânico The Times noticiou, citando até uma fonte oficial, que o Governo japonês tinha decidido internamente adiar a competição e que estava já a preparar-se para a próxima data disponível para ser anfitrião. Neste caso, seria para 2032, depois de Paris e Los Angeles. Mas a notícia foi rapidamente desmentida.

“Negamos que haja alguma verdade na notícia do cancelamento”, disse Manabu Sakai, Chefe de Gabinete do Governo Japonês. Já Yoshihide Suga, primeiro-ministro japonês, adiantou que as “Olímpiadas de Tóquio serão o símbolo da superação do novo coronavírus”.

Por sua vez, Thomas Bach, do Comité Olímpico Internacional, referiu que estão a trabalhar arduamente e que a principal prioridade destas Olimpíadas será a segurança para todos os participantes.

A organização ainda pode anunciar uma decisão diferente até 25 de março, dia em que a tocha olímpica inicia a tradicional viagem até Tóquio. Mas, para já, os Jogos Olímpicos mantêm-se.

Neste momento, a cidade de Tóquio, palco dos Jogos Olímpicos, adiados de 2020 para este ano, está em Estado de Emergência por causa da pandemia.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Revista TIME elege Coimbra como um dos 100 locais do mundo a visitar em 2021

A cidade candidata a Capital Europeia da Cultura em 2027 é uma das duas cidades portuguesas que figuram nesta lista.

Dragon Ball Super: Super Hero é o nome do novo filme

Foi revelado o teaser que anuncia esse mesmo nome, bem como um primeiro olhar ao design de algumas personagens.

Festival O Sol da Caparica passa para 2022

A organização promete "uma edição incrível e inesquecível com muita música lusófona".