Cientistas portugueses criam campanha de informação no YouTube para clarificar dúvidas sobre as vacinas para a COVID-19

Uma campanha importantíssima por esta altura.

vacinas
- Publicidade -

No arranque deste ano, quatro cientistas portugueses do Instituto de Medicina Molecular lançaram uma campanha de informação no YouTube que visa clarificar as dúvidas existentes relativamente às vacinas contra a COVID-19. A ideia é de dois imunologistas, um virologista e um parasitologista – Bruno Silva Santos, Luís Graça, Miguel Prudêncio e Pedro Simas – que, desta forma, respondem às questões existentes de forma simples e clara.

Uma vez que as redes sociais, que tanta gente usa, são profícuas a espalhar desinformação, os cientistas viram neste canal uma forma de informar corretamente a população. Assim, pretende-se dar confiança a todo este esforço que está a ser feito relativamente às vacinas, pois só assim será possível controlar a pandemia.

Questões como “Como foi possível desenvolver uma vacina para a COVID-19 tão depressa?”; “A vacina para a COVID-19 é segura?”; “A vacina para a COVID-19 permitirá devolver a normalidade às nossas vidas?”; “Devo vacinar-me para a COVID-19?” são alguns dos tópicos abordados nos vídeos disponíveis no canal de YouTube.

Em entrevista à SIC, Luís Graça, um dos responsáveis pela ideia, disse que o feedback tem sido ótimo e que, por causa disso mesmo, estão já a preparar várias parcerias com outras entidades para que esta campanha de informação chega a tanta gente quanto possível.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Deve-se ou não vacinar os jovens entre os 12 e os 15 anos contra a COVID-19?

Na ótica da Direção-Geral de Saúde, só é recomendável que se vacinem os jovens se eles tiverem comorbilidades associadas, que possam conduzir a uma doença grave ou à morte.

Centro Colombo faz testes gratuitos à COVID-19

O processo está a ser coordenado pelos profissionais de saúde da Farmácia Colombo, que comunica todos os resultados às autoridades competentes.

DGS recomenda realização de testes à COVID-19 em casamentos com mais de 10 pessoas

No caso de eventos de natureza cultural ou desportiva, recomenda-se a testagem sempre que o número de participantes/espectadores seja superior a 1.000, em ambiente aberto, ou superior a 500, em ambiente fechado.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

60.000 jovens vão poder fazer um Interrail gratuito já em 2022

Poderão viajar por um período máximo de 30 dias.

Chegou o trailer oficial da 3ª temporada de You

E muita coisa vai acontecer nos novos episódios. Depois das primeiras imagens e da data de estreia da terceira temporada,...

10.ª edição do Open House Lisboa leva-nos a descobrir “Os Caminhos da Água” com várias visitas gratuitas na capital e em Almada

25 e 26 de setembro são as datas do regresso do incontornável fim de semana de visitas gratuitas que desafia a percorrer e a desvendar a cidade através da arquitectura.