Já é possível carregar um veículo elétrico através da leitura de um QRCode

Mas não é só isso que basta.

- Publicidade -

A miio, a empresa portuguesa que está a inovar na área da mobilidade elétrica, anuncia uma nova experiência de carregamento de veículos elétricos, ainda mais simples e sem contrato, através de uma parceria com a Ionity, operador de postos de carregamento responsável pela inauguração dos primeiros Postos de Carregamento Ultra-Rápidos (350 kW) em Portugal.

Através desta nova forma de carregamento, qualquer utilizador de um veículo elétrico, mesmo que se trate de um turista estrangeiro, pode fazer um carregamento sem necessitar de contrato e de forma ainda mais simples. Basta dirigirem-se a um posto, fazer a leitura do QRCode, inserir um cartão de crédito e dar início à sessão de carregamento. A Ionity é o primeiro operador de postos de carregamento (OPC) a disponibilizar esta nova forma de carregamento, através da parceria firmada com a miio.

A partir de agora, qualquer utilizador de um veículo elétrico que se dirija um dos postos de carregamento ultra-rápidos da Ionity não necessita de estar associado a um CEME (Comercializador de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica) para poder realizar o carregamento, nem necessita de conhecimento prévio da existência de qualquer solução de carregamento, bastando ler o QRCode que se encontra no posto.

A miio é novamente a primeira empresa a introduzir esta nova forma de carregamento.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

La Roche-Posay lança primeiro protetor solar que integra cartão na produção da sua embalagem

Para reduzir em 45% o uso de plástico virgem (quando comparado com a média de embalagens do mercado).

Há novos donuts Kit Kat à venda no Continente por tempo limitado

Uma versão que não vão encontrar noutros super e hipermercados.

Vacinação para maiores de 18 anos arranca a 4 de julho

A vacina é uma ferramenta fundamental para combatermos a pandemia.