Já passaram 10 milhões de piratas por Sea of Thieves

Sea of Thieves, o exclusivo da Microsoft para PC e Xbox One que nos deixa viver divertidas aventuras na pele de piratas e alto mar, atingiu um novo patamar, registando mais de 10 milhões de jogadores.

- Publicidade -

A produtora Rare, conhecida por criar êxitos como Banjo-Kazooie, Conker e Donkey Kong, revelou a notícia com entusiasmo, ao agradecer à comunidade e ao revelar que vão tornar o jogo ainda melhor para todos.

É arrebatador pensar que tanta gente navegou pelos mares de Sea of Thieves, e foi tudo possível graças ao suporte e paixão da nossa fantástica comunidade,” conta Joe Nate, Produtor Executivo na Rare.

Entretanto, o jogo prepara-se para receber uma nova atualização já em janeiro, Legends of the Seas, e vai ter um período de experimentação gratuito entre os dias 15 e 22, onde os jogadores vão poder resgatar novos itens de personalização.

Lançado originalmente em 2018, Sea of Thieves teve uma receção morna pela falta de conteúdos e direção num jogo de role play exigente. Entretanto, o jogo foi recebendo dezenas de atualizações, com novos desafios, conteúdos e formas mais acessíveis para que todos se possam divertir em alto mar com os seus amigos.

Sea of Thieves está disponível para PC e Xbox One e faz parte do catálogo do Xbox Game Pass.

Fonte: Xbox.com

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,931FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
656SeguidoresSeguir

Relacionados

Halo Infinite revela o seu novo visual com novas imagens

Agora, com muito melhor aspeto do que na primeira apresentação.

Days Gone está a caminho do PC

As hordas de zombies chegam a uma nova plataforma nesta primavera.

Estes são os requisitos mínimos para jogar Nier Replicant no PC

Nier Replicant chega ao PC e consolas a 23 de abril.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Oficial: Fórmula 1 regressa a Portugal este ano

Novamente no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão.

Crítica – Chaos Walking

Chaos Walking irá terminar como um dos filmes mais dececionantes e frustrantes do ano. Mais um para a lista de "filmes com conceitos inovadores e interessantes que não conseguem alcançar metade do seu potencial".