Instalação artística Monstro Marinho foi criada com 12 toneladas de garrafas descartáveis usadas

Esta obra de arte pode ser vista na Doca dos Olivais, junto ao Oceanário de Lisboa.

Monstro Marinho
- Publicidade -

A DPD Portugal, em conjunto com o movimento #PURIFY liderado pela empresa ECO – Água Filtrada, recolheu 12 toneladas de garrafas descartáveis usadas (o que corresponde a cerca de 300.000 garrafas), entregues pela população de norte a sul do país nas lojas Pingo Doce e na rede ECO-Escolas (um total de 530 pontos de recolha), para dar corpo a uma instalação artística com mais de 50 metros. Esta instalação, que simboliza um ícone do movimento #PURIFY, foi moldada pelas mãos dos Skeleton Sea e pode ser vista na Doca dos Olivais, junto ao Oceanário de Lisboa.

O movimento nasceu com o intuito de alertar os portugueses para o grave problema ambiental causado pelo uso excessivo de plástico descartável e mobilizá-los para a escolha de produtos amigos do ambiente, lembrando que anualmente 6 mil milhões de garrafas PET são lançadas aos oceanos.

O Monstro Marinho, nome dado à instalação, representa algo que não é mitológico: o “monstruoso” volume de plástico nos oceanos. A direção artística dos Skeleton Sea, um grupo de artistas e surfistas com forte ligação ao mar, encabeçada por Xandi Kreuzeder, torna tangível e real a mensagem que se pretende passar: 12 toneladas de plástico descartável recriam um “Monstro Marinho” com mais de 50 metros de comprimento, que faz a alusão de que a humanidade está a ser literalmente “engolida” pelo seu próprio plástico.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Arcane com estreia em simultâneo na Netflix e na Twitch

O primeiro episódio poderá ser visto em conjunto com milhões de fãs em todo o mundo.

Grupo Barraqueiro pretende usar carruagens espanholas para ligar Braga a Faro

O objetivo é tornar-se o primeiro operador ferroviário de longo curso em Portugal.

Vila Galé quer abrir hotéis nos Açores e em Tomar em 2022

Além disso, há planos para uma nova unidade hoteleira para crianças no Alentejo.