IKEA vai investir 6 milhões de euros para baixar o preço de 185 produtos

- Publicidade -

E 130 desses produtos, de várias gamas e para todas as áreas da casa, baixam já de preço ainda este mês. Esta foi uma das novidades anunciadas pela IKEA durante um pequeno evento com jornalistas que decorreu esta semana.

O objetivo é tornar “o design democrático mais acessível”, pelo que a marca sueca quer ser cada vez mais uma opção para os portugueses. Os restantes 55 produtos deverão baixar o preço já em 2020. E sim, serão produtos populares a baixarem de preço.

E para ajudar aqueles que nem sempre têm possibilidade de se deslocar a uma loja IKEA, os responsáveis da empresa também anunciaram que, no próximo ano, deverão estar em funcionamento um total de 14 pontos de recolha, para que os clientes possam levantar as compras feitas no site online.



Em todo o caso, sabe-se que, até ao final do próximo mês de setembro, Vila Real, Castelo Branco e Palmela terão pontos de recolha em funcionamento. Estes farão “companhia” aos de Viana do Castelo e Leiria, já em funcionamento.

De momento, o preço de levantamento de encomendas em loja é de 20€. Já levantar as compras nos pontos de recolha tem um custo de 25€. Mas também estes preços vão baixar, uma vez que, ao redefinir os limites das áreas de entrega, a IKEA conseguirá reduzir os preços do serviço de entrega cerca de 33%.

Esperam-se mais novidades no próximo ano.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome