Campanha da Huawei ensina aos portugueses a língua gestual do futebol

Todos sabemos que, no contexto de um jogo de futebol, a emoção vem sempre ao cima e muitos acabam por utilizar vários tipos de gestos. Aliás, o ambiente futebolístico caracteriza-se por isso mesmo.

- Publicidade -

Porém, nem sempre os gestos executados são os mais corretos. A pensar nisso, a Huawei, dando seguimento ao lançamento da app Huawei StorySign, convidou uma série de crianças surdas para, no estádio do Sport Lisboa e Benfica, ensinarem aos espetadores a “língua gestual do futebol”, baseada na língua gestual portuguesa.

Gestos como “circula”, “joga com a cabeça” ou “pressiona”, são alguns dos mais utilizados pelos treinadores de futebol e, desta forma, as crianças ensinaram aos adeptos quais os gestos corretos que os treinadores devem utilizar para darem as instruções mais comuns aos jogadores em campo.

O site oficial desta companha, elaborada com o apoio da Associação Nacional de Surdos já está online e contém a linguagem completa.

Com a campanha, a Huawei pretende ainda sensibilizar os espectadores para as necessidades das crianças surdas em Portugal.


 

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Loja online portuguesa da Huawei está quase a chegar

Fica disponível entre o final deste mês e o início de maio, prometendo dar vários benefícios a quem optar por adquirir produtos da marca na nova loja.

Os novos portáteis da Huawei já estão à venda

Os MateBook D 15 estreia-se e o D 14 recebe novas características atualizadas.

Huawei lança o seu primeiro monitor em Portugal

Há uma nova aposta da marca, para as nossas secretárias.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Época balnear 2021. Eis as regras definidas pelo Governo

Comer bolas de Berlim? Sim. Mas jogar raquetes não é permitido.

Museu da Lourinhã ganha versão digital com a ajuda da Vodafone

O Museu Digital da Lourinhã dispõe, a partir de hoje, de um conjunto de soluções de Realidade Virtual.

Santuário do Cabo Espichel transforma-se em projeto com vocação turística

O imóvel está classificado de interesse público desde 1950, beneficiando, ainda, de uma Zona Especial de Proteção.