Depois das trotinetes, Hive aposta nas bicicletas elétricas

- Publicidade -

Depois da febre das trotinetes, pode estar a começar uma nova febre: a das bicicletas elétricas. Sim, já existiam as Gira, da EMEL, mas não podem ser deixadas em qualquer lado, bem como as JUMP, da Uber, que apostou nas bicicletas elétricas após começar com trotinetes. Agora, a Hive dá um passo em frente e mete em Lisboa 150 bicicletas elétricas.

É curioso perceber que, agora, os serviços de mobilidade existentes em Lisboa começam a apostar em dois modelos distintos para pequenas viagens, o que só demonstra que os utilizadores devem estar a utilizar, e bem, estas soluções.

Mas falemos na aposta da Hive, que vai, lá está, concorrer contra as bicicletas JUMP, que, até agora, eram as únicas do género em Lisboa. Este é um projeto-piloto, pelo que Lisboa é a primeira cidade a nível mundial a receber estas bicicletas elétricas, e acaba por ser uma forma de celebrar o primeiro ano de existência da marca em Portugal.

Aliás, segundo diz o comunicado de imprensa enviado às redações, a Hive revela ter registado quase dois milhões de quilómetros percorridos em viagens de trotinetes a nível global. Na prática, trata-se de uma “redução de emissão de dióxido de carbono de mais de 435 toneladas”.

Não há preço de desbloqueio para utilizar estas bicicletas elétricas. Ao encontrá-las em Lisboa, qualquer utilizador pode simplesmente utilizar a app da Hive, que já apresenta estas bicicletas, ou seja, não é necessário fazer download de uma nova aplicação, ler o código QR e dar início ao serviço. O problema pode é ser o preço: custa 0,20€ por minuto, sendo cinco cêntimos mais caro que na JUMP.

Resta referir que o modelo de bicicleta escolhido pela Hive conta também com um cesto à frente onde podemos, por exemplo, colocar compras de supermercado, bem como um suporte para colocar o smartphone. Quando o utilizador quiser, basta terminar a viagem e deixar a bicicleta num sítio adequado, sem ser obrigatório terminar uma viagem e deixar a bicicleta estacionada numa dock.

Com esta novidade, sabe-se, também, que foi necessária a contratação de 10 mecânicos. Ao todo, a Hive tem 45 colaboradores, só em Lisboa.

Apesar de ir concorrer contra as JUMP, da Uber, a Hive tem um longo caminho pela frente: é que, ao passo que existem 1750 bicicletas vermelhas em Lisboa, a Hive começa somente com 150.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome