Há bolachas no mercado que estão contaminadas com demasiado óxido de otileno

Um lote em específico está afetado, pelo que tomem atenção caso tenham estas bolachas em casa.

- Publicidade -

Nos últimos dias temos assistido a uma série de pedidos por parte de empresas e marcas que alertam para que os consumidores não consumam determinados lotes de produtos no mercado, neste caso devido à presença de demasiado óxido de otileno, que constitui um risco grave para a saúde humana, uma vez que está classificado como mutagénico da categoria 1B, cancerígeno da categoria 1B e tóxico para a reprodução da categoria 1B, em conformidade com o Regulamento (CE) n.º 1272/2008 do Parlamento Europeu e do Conselho.

Ora, e depois de gelados, molhos e de um tipo de pimenta, temos agora um novo alerta para um produto que contém sementes de sésamo provenientes da Índia, mas contaminadas com oxido de etileno.

Trata-se das bolachas Bio Crackers Sésamo e Alecrim, da marca Crich. O lote contaminado é o 5920, com durabilidade mínima até 30 de novembro de 2021.

O alerta surgiu por parte da Autoridade Regional das Atividades Económicas (ARAE) da Madeira, pelo que, caso tenham adquirido o produto, não o devem consumir, mas antes devolver no local onde compraram, de modo a que possam ser reembolsados. E devido a esta razão, as bolachas serão naturalmente retiradas do mercado.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Estas bolachas da Mercadona são um sucesso de vendas

Uma das variedades vende mais de 8 mil pacotes por dia.

Os chocolates e bolachas Bem Me Quer regressam às lojas Continente

Com uma nova imagem e uma gama alargada para 14 variedades.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Sumol-Compal investe 15 milhões de euros num armazém automático em Almeirim

E irá reduzir a pegada de dióxido de carbono em cerca de 1.000 toneladas por ano.

Mão Morta, Bizarra Locomotiva, Process of Guilt e The Quartet of Woah! no Back to Back Festival

Rock e metal voltam a ouvir-se ao vivo nas salas de espetáculos pelas mãos de quatro dos seus maiores ícones nacionais.

Exames de acesso ao ensino superior poderão ser usados durante quatro anos

E os alunos podem escolher a melhor qualificação se optarem por repetir as provas.