“Guardians of the Galaxy” recupera o seu realizador James Gunn

por Echo Boomer

Depois de um dos maiores despedimentos que abalou Hollywood em 2018, a Disney deu um passo atrás e decidiu voltar a entregar Guardians of the Galaxy ao realizador original.

James Gunn, responsável por criar uma das séries mais aclamadas e importantes dentro do Universo Cinemático da Marvel, vai regressar para terminar a trilogia com Guardians of the Galaxy Vol. 3.

Segundo o portal Deadline, esta decisão de recontratar o realizador aconteceu após uma série de reuniões com o atual presidente dos estúdios da Walt Disney, Alan Horn. Na realidade esta decisão já tinha sido feita há alguns meses, apesar de só se tornar agora pública.

Assim, Gunn irá regressar para Guardians of the Galaxy Vol. 3 e terá consigo o elenco dos filmes anteriores, garantido também o regresso de Dave Bautista, que se mostrou bastante focal em relação a este despedimento, ameaçando não voltar ao próximo filme sem James Gunn.



A presença do realizador vai ter que ser ajustada graças ao contrato que fez com a Warner Bros. para escrever e realizar a sequela/reboot de Suicide Squad, que estreia lá para 2021.

James Gunn tinha sido despedido em julho de 2018 depois de serem recuperados uma série de tweets cómicos de carácter pouco engraçados e até ofensivos com mais de 10 anos por parte de um grupo de internautas de extrema direita. Mesmo depois do realizador se ter pronunciado sobre o assunto e ter pedido desculpas, a Disney tentou cortar de imediato relações com o realizador assim que estes se tornaram alvo de crítica.

Para já, é no próximo projeto de Gunn que o vamos poder encontrar no papel de produtor com Brightburn para a Sony Pictures, já em maio, num filme realizado pelo seu colega David Yarovesky que vem contar uma história que se inspira na origem do Super-Homem, mas com um twist bem mais negro.

Também pode interessar

Deixa um comentário

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: