Grandes reportagens da Antena 1 passam a estar disponíveis online em Língua Gestual Portuguesa

E com legendagem!

Antena 1 - Marco
- Publicidade -

A pensar na comunidade surda ou com deficiência auditiva, que se estima ser entre 100 a 150 mil pessoas em território nacional, eis que a Antena 1 entra em 2021 com uma ideia brilhante: quebrar a “barreira do som”.

A equipa da Informação da rádio pública vai fazer com que as todas as grandes reportagens produzidas a partir deste ano passem a estar disponíveis online em Língua Gestual Portuguesa e com legendagem, na plataforma RTP Play e nas redes sociais da Antena 1.

Para começar este novo projeto temos Marco, uma grande reportagem da jornalista Rita Colaço com sonoplastia de Paulo Cavaco. Neste trabalho jornalístico, vamos escutar os desafios e as dificuldades que um jovem surdo tem enfrentado, desde que entrou para o ensino superior, há cerca de três meses. Marco tem 21 anos, foi sempre feliz e autónomo, mas em outubro do ano passado viveu “a pior semana” da sua vida.

A grande reportagem Marco será emitida pela Antena 1 na próxima terça-feira, 12 de janeiro, pelas 10h15, ficando disponível em podcast e nas diferentes plataformas digitais do grupo RTP, em áudio legendado e língua gestual portuguesa.

O serviço público acaba de ficar mais inclusivo e abrangente.

Fonte:RTP
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,987FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
785SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

Dicionário de língua gestual portuguesa está agora online

A Porto Editora lançou o dicionário online de Língua Gestual Portuguesa, através do Portal Infopédia. Este é um projeto...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

A Federação Académica do Desporto Universitário abraça os esports com novas modalidades

FIFA, League of Legens e Valorant, são os três primeiros jogos a juntarem-se à Federação Multidesportiva.

EMEL volta a cobrar estacionamento e introduz novas tarifas

Até aqui existiam três tarifários, divididos por cores. Mas isso agora mudou.

Startup portuguesa cria solução para dar gorjetas sem ser preciso uma app dedicada

Escusado será dizer que também não é preciso tocar em dinheiro.