Fórmula 1 – Grande Prémio da Grã-Bretanha: Arise, Sir Hamilton! Britânico vence após acidente com Max Verstappen

O fim de semana do Grande Prémio da Grã-Bretanha começou com emoção e acabou com emoção. Sexta-feira com qualificação, sprint race no sábado e Grande Prémio no domingo. Um novo formato que trouxe emoção aos três dias de GP com o culminar desse sentimento a acontecer durante primeira volta da corrida: um acidente aparatoso levou Max Verstappen a ficar de fora e Lewis Hamilton a receber uma penalização de 10 segundos. No fim, Hamilton fez um resto de corrida perfeito e acabou no lugar mais alto do pódio.

Estamos de volta à Fórmula 1, 15 dias depois, com um sábado que nos deu uma corrida de qualificação com 17 voltas onde Max Verstappen conquistou o primeiro lugar e, consequentemente, três pontos e a pole position para a corrida de domingo. Agora, é altura de aquecer, e muito, os pneus e partir para o Grande Prémio da Grã-Bretanha.

- Publicidade -

Arranca o Grande Prémio e Charles Leclerc mostra que foi até ao Reino Unido para lutar por uma boa posição, pois depressa passou Valtteri Bottas e segue de perto os dois da frente, Max Verstappen e Lewis Hamilton. Estamos agora a seguir os carros da frente enquanto estes passam Wellington Straight, Lewis tenta, lado a lado com Max, mas não consegue. Lewis, com melhor trajetória em Luffield, aproxima-se de Max em Woodcote… e o piloto britânico, sem muito espaço, fica por dentro a aproximar-se de Copse. E com os dois pilotos provavelmente a pensar “nah, ele desiste”, o contacto acaba mesmo por existir e o Red Bull de Max segue em direção aos pneus de proteção do lado exterior da curva. Max de fora e 10 segundos de penalização para Lewis Hamilton.

Sim muitos vão dizer que a FIA foi branda com Hamilton, que devia ter sido pior, que o acidente foi assustador. E sim, numa coisa concordamos: o acidente foi assustador. Mas se a FIA foi branda? Não acho. Dois grandes pilotos estão a correr lado a lado pela conquista de mais pontos e de um campeonato do mundo, nenhum deles quer perder e, por isso, nenhum deles pensou, nem por uma fração de segundo, em desistir da batalha. No fim, devido a esta teimosia presente em todos os grandes atletas, o resultado foi o que todos vimos. Ninguém quer acidentes onde pessoas saem magoadas, mas, em simultâneo, todos pedimos o mesmo: corridas mais agressivas, com mais batalhas e com mais disputas de posição.

São corridas, corridas com carros muito rápidos. Por vezes, este tipo de hard racing que todos queremos acaba com acidentes. Que os carros, os tais muito rápidos, sejam seguros o suficiente para manter os pilotos sem lesões depois deste tipo de acidente.

Grande Prémio da Grã-Bretanha
Imagem: Formula1.com

Continuando, bandeira vermelha para reparar a barreira. E nova partida, desta vez com Leclerc na frente, após passar Lewis durante o acidente com Max. Em P2 está Lewis, seguido de Valtteri Bottas e Lando Norris.

Depois do segundo arranque da edição de 2021 do Grande Prémio da Grã-Bretanha, Leclerc consegue um excelente arranque e mantém a P1. Também Lando Norris arrancou muito bem e consegue passar Bottas, que ficou assim em P4. Por esta altura Sebastian Vettel dá meio pião, algo que provavelmente acabou por fazer com que o piloto da Aston Martin tivesse que acabar a corrida umas voltas antes do esperado, e parece haver problemas com o McLaren de Daniel Ricciardo.

Com a temperatura do asfalto a rondar os 50ºc, e o ambiente nos 30ºc, não estava fácil para nenhum dos pilotos conseguir fazer ultrapassagens, apenas Sergio Pérez parecia conseguir ultrapassar sem problemas. O mexicano estava agora em P12 após ter começado, na segunda “tentativa”, em P19… tudo muito giro, mas a verdade é que o piloto da Red Bull acabou por ficar em 16º, já que esta agressividade extra acabou por fazer com que as paragens nas boxes fossem também em maior número que a competição.

As primeiras paragens começam a acontecer e algumas das equipas acabam por ter problemas, talvez devido ao calor, e as pit stops demoram mais que o costume. Lando Norris foi um dos pilotos com uma paragem mais demorada, o que levou o McLaren a descer para P6, posição que depressa desapareceu ao ultrapassar Fernando Alonso, que ainda não tinha parado. A oportunidade de um pódio no Grande Prémio da Grã-Bretanha para os carros laranja ficava aqui mais distante.

Grande Prémio da Grã Bretanha
Imagem: Formula1.com

Hamilton faz a sua pit stop e volta à pista em P5.

Leclerc pára também e sai em P1, com 6.8 segundos de vantagem em relação a Bottas, 11.5 de Norris e ainda 13.1 de Hamilton. Foi a partir deste momento, na volta 30, que Lewis ajustou as luvas e começou a voar baixinho.

Hamilton passa Lando Norris, por dentro, em Copse.

Charles teve alguns problemas no motor, mas nada que não ficasse resolvido depois de carregar em dois ou três botões no volante, a mais de 200Km/h. Tudo tranquilo.

Hamilton cada vez mais perto de Bottas e a equipa diz – “Vá Valtteri, deixa o Lewis passar”.

Hamilton continua a voar em direção a Leclerc, na tentativa de o apanhar antes do fim da volta 52.

Volta 44 e Lewis continua a ganhar tempo.

Início da volta 46: Charles <4 segundo> Lewis

Início da volta 48: Charles <1.4 segundo> Lewis

Início da volta 50: Charles <0.8 segundo> Lewis

Estamos na volta 50, Hamilton aproxima-se de Leclerc em Woodcote… estamos a chegar a Copse. Hamilton está por dentro. Ambos os pilotos dão espaço, mas Charles vai largo demais e Lewis acaba por passar. Está feito, uma corrida quase perfeita de Lewis Hamilton leva o piloto britânico ao lugar mais alto do pódio e o público em Silverstone ao delírio. É caso para dizer: Arise, Sir Lewis! Que corrida!

Por fim, destacar a volta mais rápida de Sergio Perez, que rouba um ponto a Lewis Hamilton, e ainda o fantástico trabalho de Daniel Ricciardo, que conseguiu defender-se de todas as investidas de Carlos Sainz Jr. e acabou por conquistar o seu primeiro top 5 de 2021. Pontos bastante importantes para a McLaren, que conquistou assim um P4 e P5 no Grande Prémio da Grã-Bretanha. Silverstone nunca falha, que corrida!

Campeonato do Mundo de Fórmula 1 – Top 10 por pilotos

PosiçãoPilotoEquipaPontos
1Max VerstappenRed Bull Racing Honda185
2Lewis HamiltonMercedes177
3Lando NorrisMclaren Mercedes113
4Valtteri BottasMercedes108
5Setgio PerezRed Bull Racing Honda104
6Charles LeclercFerrari80
7Carlos SainzFerrari68
8Daniel RicciardoMclaren Mercedes50
9Pierre GaslyAlphaTauri Honda39
10Sebastian VettelAston Martin Mercedes30

Campeonato do Mundo de Fórmula 1 – Top 5 por equipas

PosiçãoEquipaPontos
1Red Bull Racing Honda289
2Mercedes285
3Mclaren Mercedes163
4Ferrari148
5AlphaTauri Honda49

- Publicidade -

1 Comentário

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Fórmula 1 – Grande Prémio de Itália com festejos na Austrália

O Grande Prémio de Itália veio salvar os três fins de semana consecutivos no campeonato do mundo de Fórmula 1.

Fórmula 1 – Grande Prémio da Hungria fica para a história graças a um Alpine e a um Mercedes

O Grande Prémio da Hungria fica marcado por uma primeira volta cujos acontecimentos, proporcionados em grande parte pelo Mercedes nº 77, conseguiram meter 5 pilotos de fora, mas também pela vitória de Esteban Ocon e ainda por termos não um, mas dois carros da Williams nos pontos.

Fórmula 1 – Grande Prémio da Estíria com vitória esmagadora de Max Verstappen

Quase um ano depois estamos de volta à Áustria, desta vez para o Grande Prémio da Estíria, para ver o Red Bull de Max Verstappen a ter uma vantagem soberba sobre o segundo classificado, Lewis Hamilton.

Fórmula 1 – Grande Prémio de França com furos na estratégia da Mercedes

A Fórmula 1 voltou ao circuito Paul Ricard com a edição de 2021 do Grande Prémio de França e, se durante os treinos e qualificação, ficou a ideia que os Pirelli podiam sair furados novamente, afinal foi a estratégia da Mercedes que saiu feita em pedaços. No fim, quem festejou foi a Red Bull: vitória de Max Verstappen e 3º lugar para Sergio Pérez.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Comprar casas em Portugal com criptomoedas? Há quem o faça

E por valores ao alcance de poucos.

Já podem ter uma linha de cosmética masculina do Benfica

Podem já guardar como prenda de Natal.

Cyberpunk 2077 e The Witcher 3 na nova geração em 2022

A promessa das atualizações para as novas consolas estava prometida para este ano.