Festival de Música de Setúbal tem como mote a inclusão social

por Alexandre Lopes

Está de regresso o Festival de Música de Setúbal. Este ano acontece a 9ª edição, que irá juntar artistas nacionais e internacionais com a comunidade local (envolvendo mais de 1.500 jovens) na criação e performances musicais, sempre tendo em conta inclusão através da música.

De 23 a 27 de maio, a cidade sadina volta a ser palco de concertos, performances, criações artísticas, debates e exposições, oferecendo um programa rico e eclético – inspirado de novo no tema “Home” – que incluirá grandes peças do repertório clássico, passando também por ritmos mais enérgicos e jazzísticos e outras sonoridades.

No programa deste ano destaca-se a Orquestra Sinfónica Portuguesa com a sua maestrina Joana Carneiro, o premiado violinista André Gaio Pereira e, entre outros, o conceituado maestro Paulo Lourenço.



Do Reino Unido teremos Clarence Adoo – paralisado desde um acidente de viação e que agora toca um instrumento especialmente inventado para si – o trombonista John Kenny (com o carnyx – um antigo instrumento de guerra Celta), o trompetista Torbjörn Hultmark e a cantora e compositora Merit Ariane, regressando a Setúbal como artistas em residência.

Será ainda apresentado o 2º Simpósio Internacional de “Música, Saúde e Bem-Estar, alargado este ano a dois dias de apresentações e conversas com os principais especialistas e profissionais nacionais e internacionais.

A programação completa será apresentada brevemente.

Também pode interessar

Deixar uma resposta

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: